Famílias do Motu desocupam terreno

0
Barracos forma derrubados esta manhã (Fotos: Portal Infonet)

As 172 famílias da ocupação Vitória da Ilha, da Barra dos Coqueiros, obedeceram a decisão judicial e deixaram o terreno próximo à ponte construtor João Alves, onde estavam acampados há mais de três meses. O terreno pertence à Prefeitura da Barra dos Coqueiros, onde será construída uma praça. Os objetos dos moradores ficaram guardados em uma quadra esportiva, que pertence ao município.

Para dar apoio à desocupação, a Guarda Municipal e o Batalhão de Choque foram convocados. No momento em que os tratores derrubavam os barracos, moradores e representantes da Prefeitura discutiam sobre como fariam para retirar os objetos, já que os caminhões que faria o transporte dos bens, não estavam no local.

Desolados, os moradores disseram não saber para onde ir. A sindicalista Dalva Angélica da Graça, militante do Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos (Motu) afirmou que as famílias estavam, cumprindo a determinação judicial, mas garantiu que a luta por moradia não acabou. “A gente vai cumprir a ordem judicial, mas a nossa luta ainda não acabou”, disse.

Famílias foram retiradas da área ocupada 

De acordo com a assessoria de comunicação do Município, as famílias estavam cumprindo a ordem judicial de forma tranquila. “A Prefeitura entrou com o pedido de reintegração de posse, que está sendo cumprida neste momento. Os bens das famílias, no entanto ficarão alojados na quadra esportiva do município”, disse o assessor Erick Ricarte.

Sem rumo, um dos moradores disse que irá buscar ajuda com familiares. “Eu não sei para onde ir, mas vou tentar buscar o apoio de minha mãe que mora numa casa que também está caindo”, lamenta o lavador de carros Carlos Souza.

Entenda

No último dia 22 de fevereiro deste ano,  as famílias da ocupação Vitória da Ilha, da Barra dos Coqueiros, obedeceram a decisão judicial e deixaram o terreno às margens da SE 100, onde estavam acampadas desde o mês de junho do ano passado.

Ânimos exaltados entre moradores e Prefeitura

Por Eliene Andrade

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais