Famílias do Motu permanecem em terreno ocupado na Aruana

0
Famílias montam barracos no local (Fotos: Portal Infonet)

As mais de 500 famílias continuam ocupando um terreno localizado nas imediações do residencial Horto do Carvalho no bairro Aruana, mesmo após a notificação da Superintendência do Patrimônio da União (SPU) que pede a desocupação da área.

Nesta quarta-feira, 24, a equipe do Portal Infonet esteve na ocupação e a informação dos ocupantes é de que a família não pretende sair do local até que as famílias consigam uma moradia digna.

Segundo o integrante do Motu, Paulo Souza, que é morador da ocupação Vitória da Ilha (Barra dos Coqueiros) e está dando apoio aos ocupantes, as famílias aguardam um posicionamento do poder público. “A SPU veio aqui, mas nós tínhamos ido na Inclusão Social solicitar a regularização da área e revogar o projeto para a construção de moradias, pois a gente quer moradia para todos. Até agora ninguém veio aqui fazer o nosso cadastro”, diz.

Paulo Souza diz que as famílias permanecem 

Samara Santana diz que o local não tem estrutura para abrigar as famílias

Os ocupantes trabalham na construção dos barracos que estão sendo erguidos com lonas e pedaços de madeiras. O objetivo da construção é garantir que casas sejam construídas no local.

Falta de estrutura

Segundo os próprios ocupantes, o local não dispõe de qualquer saneamento básico para abrigar as famílias. A jovem Samara Santana de Oliveira está desde o início da ocupação no local e afirma que as próprias famílias estão sem nenhum conforto.

“Estou aqui com meu marido e um filho. A situação aqui está ruim porque está cheio de muriçoca, cobras, não temos água e a energia é improvisada. Pedimos moradia e mais conforto para as famílias porque é um direito do cidadão. Tenho um filho de três anos com paralisia cerebral. Por enquanto ele está com a minha mãe, mas às vezes ele vem aqui”, afirma.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais