Federalizar a eleição

0

Um parlamentar muito ativo na Assembléia Legislativa, e ligado ao Governo de João Alves Filho, fazia, durante almoço com amigos, algumas observações sobre a sucessão em Aracaju. Para ele, os candidatos de oposição a Marcelo Déda só terão alguma chance se conseguirem federalizar a sucessão municipal. Admitia que foi por isso que o deputado federal Mendonça Prado foi indicado para a Secretaria de Administração, mandando Ivan Paixão, até então titular da pasta, para Brasília. “Mendonça Prado é polêmico e chegado a declarações bombásticas, que causam efeito”. Federalizando a sucessão municipal, os candidatos da oposição – pelo menos os que seguem a linha do governador João Alves – tentação explorar a política controversa do presidente Lula e do próprio PT. Para o mencionado político, o governador João Alves não interferiu diretamente para que surgissem quatro candidatos de oposição a Deda. O PMDB, por exemplo, caiu na sua mão “de graça”, porque o partido ficou “sozinho” na disputa e precisava de “aliados”. “Tanto é assim é que a convenção foi fechada no Palácio de Despachos, em audiência com o governador”. Mais notícias no canal ELEIÇÕES 2004.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais