Fogo atinge 2 mil hectares e recursos hídricos na Serra de Itabaiana

0
Incêndio começou no sábado e equipes estão na região combatendo os focos que continuam ameaçando a Serra de Itabaiana (Foto: facebook Itabaiana Como Eu Vejo)

O incêndio no Parque Nacional Serra de Itabaiana atinge mais de 2 mil hectares até a manhã desta terça-feira, 26. No primeiro momento, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) avalia que o impacto ambiental é incalculável. Além de toda a fauna e flora atingida, o chefe do Parque Nacional, Marleno Costa, comenta que haverá um grande perda de recursos hídricos, já que várias nascentes também foram atingidas pelo fogo.

Neste momento, mais de 30 pessoas, entre brigadistas enviados pelo ICMBio, bombeiros militares, Usina Pinheiro e voluntários continuam atuando na área no combate aos focos do incêndio iniciado no último sábado, 23.

Ele explica que por se tratar de área de difícil acesso, as chamas estão sendo combatida em um trabalho braçal. Devido às dificuldades de acesso, as equipes utilizam bomba costal e abafadores. “15 brigadistas dos estados da Bahia, Alagoas e Pernambuco estão nos ajudando e esperamos mais dez que devem chegar a qualquer momento”, acrescenta.

De acordo com informações da capitã Emanuela Cruz, da comunicação social do Corpo de Bombeiros de Sergipe, os bombeiros militares, brigadistas e voluntários sobem a Serra a pé, transportando cerca de 20 litros de água nas costas cada um e recebem apoio do Grupamento Tático Aéreo (GTA) da Polícia Militar. Mesmo assim, conforme a capitã, a água não está sendo suficiente para debelar completamente as chamas. O vento, o calor e a umidade do ar, de acordo com as observações da capitã Emanuela Cruz, são fatores que estão dificultando a atuação das equipes que permanecem no local.

Parque

O Parque Nacional da Serra de Itabaiana é uma unidade de conservação situada no município de Areia Branca , estado de Sergipe, abrangendo ainda áreas dos municípios de Areia Branca, Laranjeiras,Itabaiana Itaporanga d’Ajuda e Campo do Brito. Possui uma área de 7.998,99 hectares, dos quais apenas 3,5% estão regularizadas. O local é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

por Raquel Almeida

Comentários