Garis aprovam pauta de reivindicações

0
Garis aprovam pauta de reivindicações em assembleia (Fotos: Portal Infonet)

Funcionários da limpeza urbana de Sergipe aprovaram na noite desta sexta-feira, 31, a pauta de reivindicação da categoria. Reunidos na sede do Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza Pública e Comercial do Estado de Sergipe (Sindelimp), os funcionários que pertencem à categoria confirmaram que estão na luta por mais direitos ao trabalhador.

O presidente do sindicato, Rayvanderson Fernandes, ficou satisfeito com a conquista da categoria e afirma que agora o sindicato está em busca de resultados que afetem diretamente o trabalhador. “Queremos fazer isso, pois há anos, o trabalhador está sofrendo. Já acionamos o setor jurídico, agora iremos acionar o Ministério do Trabalho para que seja negociado com a categoria”, diz o presidente.

Dentre os benefícios solicitados pelo Sindelimp, estão: aumento salarial, piso da categoria, cesta básica aliada ao ticket alimentação e plano de saúde. Para Rayvanderson, a aprovação desses quesitos é uma forma de respeitar o trabalhador. “Está tudo muito defasado. Nós trabalhamos com lixo e  isso afeta diretamente a nossa saúde. E aprovar isso é uma forma de nos respeitar”, explicou o presidente.

Rayvanderson Fernandes é presidente do sindicato 

Rayvanderson afirmou que o sindicato da categoria está disposto a negociar acerca dos quesitos solicitados. “O Sindelimp quer negociar. Queremos chamar as empresas para que sentem com o sindicato e negociem”, explica. “As empresas precisam nos ver de outra forma. Elas têm que olhar o trabalhar como pessoas que merecem respeito”, completa Rayvanderson.

Manifestos do trabalhador

Na última terça-feira, 28, funcionários de coleta de lixo que prestam serviços à empresa Torres Empreendimentos realizaram ato na avenida Heráclito Rollemberg, como forma de protesto pela falta de diálogo entre trabalhadores e empresa. Nesta sexta-feira, 31, eles realizaram uma nova manifestação, interrompendo o tráfego de veículos na avenida Heráclito Rollemberg, no São Conrado.

O presidente do sindicato falou que a participação do trabalhador na luta pelas conquistas está sendo fundamental. “É a primeira luta na categoria, que estava carente disso. Mas os trabalhadores estão com fé de que isso vai dar bons resultados”, fala Rayvanderson.

Por Helena Sader e Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais