Greve pode acabar

0

Na tarde de hoje, às14h, o comando local de greve e a direção da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Sergipe devem indicar o fim da greve dos professores da instituição de ensino. A greve já ultrapassa os 100 dias, e se for suspensa hoje, as aulas relativas ao segundo semestre de 2005 devem retornar entre 12 e 16 de janeiro, já que de 8 a 11 será realizado o Vestibular 2006 da UFS. Segundo Airton de Paula, presidente da Adufs, a paralisação já não tem mais sentido, pois é a única do Brasil que ainda mantém a greve, indo de encontro a orientação dada pelo comando nacional dos grevistas.

 

Os docentes da UFS resolveram manter a greve devido o não atendimento de nenhum pleito dos grevistas, pelo governo federal. Ao contrário. Segundo Airton, o governo federal fez tramitar um projeto de lei que não dá a eles nenhum benefício, pelo contrário, os professores da Universidade Federal de Sergipe não terão reajuste salarial nem de 0,1%. “Isto sem falar que o que poderemos receber sairá em três parcelas. A primeira, em janeiro, por conta da titulação. A segunda, em maio, através da GED. E a terceira, em julho, que será a gratificação dos aposentados”, diz. Só pra rememorar, a pauta inicial da categoria contava com um reajuste de 18%, a realização das incorporações necessárias, o retorno dos anuênios, a incorporação das gratificações, paridade entre ativos e inativos, abertura imediata de concurso público para as vagas existentes e o estabelecimento de uma política salarial.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais