Guia de turismo indica destinos em SE para conhecer após pandemia

0
Guia de turismo, Sílvio Oliveira (Foto: Arquivo pessoal)

Com a vontade de viajar falando cada vez mais alto, um bom passatempo é organizar destinos diferenciados para conhecer após o período de pandemia. Segundo o guia de turismo, Sílvio Oliveira,  Sergipe está entre as opções com potencial para visitas e, além de planejamento, é preciso pensar nos roteiros com ainda mais cuidado e organização.

Pensando nas readaptações, considerando os cuidados que deverão ser tomados e as precauções que ocorrerão com as retomadas das viagens, Sílvio indica que, independente da escolha, os viajantes verifiquem se o destino escolhido é adepto dos protocolos de segurança, tanto hotéis, como restaurantes, parques e aparelhos turísticos. “Sempre contrate agências que também obedecem aos critérios de segurança, como contratação de transporte com uso de equipamentos de segurança e álcool gel; guia de turismo que se preocupam também com os protocolos e não aglomere”, reforça.

Ele aconselha ainda que os viajantes organizem roteiros com idas a locais em que não seja preciso enfrentar filas, além de verificar os horários com menor concentração de pessoas. “Não temos ainda uma vacina e mesmo que tenhamos, não deixe que o normal seja o descuido. O normal será continuarmos com todos os cuidados devidos, afinal, viagem é um sonho, um desejo, e que no novo normal será interligado com segurança e prevenção”, orienta.

Entre as opções disponíveis em Sergipe, o guia de turismo indica alguns destinos:

Cânion do São Francisco

Com paredões entre águas esverdeadas, trilhas, formações rupestres, praias de água doce, sítios arqueológicos e monumentos naturais, o potencial cultural que a região do Cânion possui é um potencial cultural, histórico e artístico do povo sertanejo e ribeirinho.

Rota do Cangaço

Localizada entre Piranhas e Delmiro Gouveia (AL), Canindé do São Francisco e Poço Redondo , as paisagens naturais da região chamam atenção e tornam o destino um aconchegante contato com a natureza. Além disso, a região onde a união entre o rio São Francisco e as belezas do bioma de caatinga historiaram um dos maiores movimentos do Nordeste brasileiro: o Cangaço.

Região das dunas em Pirambu

Solo da primeira sede do projeto Tamar do país, responsável por soltar ao mar cinco mil filhotes e mais de 100 mil tartarugas por temporada no Estado. Cerca de 80% das desovas são da espécie Oliva (Lepidochelys olivacea), considerada a menor entre as tartarugas marinhas que ocorre na costa brasileira. Conhecido como um município festeiro, Pirambu reserva dias de contato com a natureza, gastronomia a base de frutos do mar, além de passeios em regiões de dunas, manguezais e lagoas.

Fim de tarde no Mosqueiro

Com a beleza da Orla pôr do Sol, a opção fica completa com os manguezais e a junção de cores do final de tarde. Há 20km do centro de Aracaju, o Mosqueiro é a dica ideal para quem quer curtir a natureza apreciando bons restaurantes locais.

Litoral Sul de Estância

Com prédios histórico de 1621, o cenário azulejados resistem ao tempo e trazem a impressão de que o visitante está numa verdadeira visita ao passado. A cidade conta com mais de 46 casarões coloniais e é uma opção para quem aposta em visitar a arquitetura colonial de Sergipe.

Ilhas fluviais

Opções como a Crôa do Goré e a Ilha dos namorados são destinos certos para quem vem a Sergipe. A saída para os pontos turísticos é iniciada no Mosqueiro, que possui passeios diários partindo da Orla Pôr do Sol para apreciar as paisagens marítimo-fluviais. Para chegar até as ilhas, o caminho é repleto de aratus e pequenos arbustos enraizados dentro da água, durante os passeios realizados por embarcações vistoriadas pela Marinha.

por Juliana Melo 

Comentários