Homem condenado por matar esposa em Glória obtém alvará de soltura

0
Douglas Aragão está em liberdade (Foto cedida pela SSP)

A Justiça de Sergipe concedeu alvará de soltura a Douglas Aragão Oliveira, condenado a mais de 11 anos de prisão sob acusação de ter matado a esposa em Nossa Senhora da Glória.

A informação foi confirmada pelos advogados Arthur Pitágoras e José Augusto de Oliveira, que fazem a defesa de Douglas Aragão. De acordo com eles, a progressão de regime (mudança na forma de cumprimento da pena) e remissão da pena (redução da pena) é um direito garantido, já que Douglas prestou serviços durante a execução da pena.

Com isso, Douglas Aragão obteve o direito de cumprir a pena em liberdade, além de ter reduzido 72 dias da sentença, que é de 1 anos, 6 meses e 26 dias.

Relembre o caso

A Polícia Civil concluiu que Douglas Aragão Oliveira foi o responsável pela morte de sua esposa, Kamila Rocha Melo, de 20 anos. Inicialmente, a família acreditou que a jovem teria morrido por causa de uma síndrome rara que possuía, conhecida como budd-chiari [que afeta a função hepática]. Após investigações, constatou-se que Kamila morreu vítima de espancamento. Douglas Aragão Oliveira negou o crime, mas foi condenado por lesão corporal seguida de morte.

por Verlane Estácio

Comentários