Homem mata ex-companheira e cunhado e fere sogros

0

IML foi acionado para remover corpo de jovem no Huse (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Uma tragédia em família foi registrada na noite desta segunda-feira, 11, no município de Graccho Cardoso, distante 113 km de Aracaju. Inconformado com o fim do relacionamento amoroso que mantinha com uma adolescente de 17 anos, um jovem, conhecido na região como Sílvio, matou a ex-companheira e o irmão dela, além de deixar os pais da adolescente feridos.

Nesta tragédia, a adolescente, identificada preliminarmente como Chirley Ribeiro Dias, 17, morreu no local do crime, dentro do imóvel onde ela residia com os pais, no povoado Guedes. O irmão dela [também identificado preliminarmente como Leandro Ribeiro Dias, 24] foi baleado na cabeça e morreu na manhã desta terça-feira, 12, no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).

Conforme os primeiros levantamentos realizados pela equipe da 2ª Companhia do 4º Batalhão da Polícia Militar, a adolescente teria terminado o relacionamento há cerca de três meses. Na ótica dos policiais, o acusado teria planejado o crime por não aceitar o fim do relacionamento. Na noite da segunda-feira, 11, Sílvio chegou armado à residência da família da ex-companheira e, no primeiro momento, teria forçado a janela dos fundos.

Não conseguindo êxito, de acordo com os primeiros levantamentos da PM, o acusado foi para a frente da casa, teria arrombado a outra janela por onde teve acesso ao interior do imóvel e começou a disparar os primeiros tiros, que atingiram a adolescente. A vítima tentou se proteger correndo para um dos quartos da casa, onde foi atingida por novos disparos e faleceu no local. Os pais da adolescente, identificados preliminarmente como Orlando Ribeiro dos Santos, 57, e Maria Diranildes dos Santos, também foram atingidos e estão hospitalizados.

De acordo com informações do sargento Geovan Dantas, no local do crime surgiu a versão de que, após matar a ex-companheira e deixar os sogros feridos, o acusado teria se comunicado com o ex-cunhado, que reside nas proximidades do local onde aconteceu o crime, dizendo que “estaria acontecido alguma errada” na casa dos pais dele. Leandro teria ficado apavorado e teria seguido para a casa dos pais e, ao chegar, acabou baleado na cabeça.

Na manhã desta terça-feira, 12, a motocicleta que teria sido usada por Sílvio para cometer os crimes e também para fugir do local foi encontrada em um imóvel desabitado, de propriedade da família dele, no povoado Arara. Segundo informações do sargento Luís Clécio Aragão, a motocicleta, de placa IAD – 8209, licença de Nossa Senhora do Socorro, está em nome de uma outra pessoa e não há restrições por roubo ou furto.

O veículo foi apreendido e encaminhado à delegacia de polícia do município de Graccho Cardoso, por onde tramitará o inquérito policial para investigar estes crimes. Na manhã desta terça-feira, 12, surgiram informações de que o acusado teria cometido o suicídio e que o corpo teria sido encontrado na região, mas esta versão não foi confirmada pela polícia. Segundo o sargento Aragão, a polícia continua em perseguição na tentativa de localizar e prender o suspeito.

Alta

Boletim médico divulgado há pouco pelo Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) informa que o pai da adolescente, Orlando Ribeiro dos Santos, 58 anos, já recebeu alta médica. Ele chegou ao hospital aos primeiros sete minutos da madrugada desta terça-feira, 12, e foi liberado às 6h10. Já a mãe dela, que enfrenta um câncer, permanece internada na ala verde trauma em observação. O jovem Leandro Ribeiro Dias morreu às 6h, segundo o boletim do Huse.

Por Cássia Santana

Comentários