Homicídios caem 40% em Itabaiana no período de dois anos

0
Delegado Tarcísio Tenório (Foto: SSP/SE)

O número de homicídios dolosos registrou queda de quase 40% em Itabaiana. Os dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), da Secretaria da Segurança Pública (SSP), são referentes ao período que compreendeu os dias 1º de janeiro e 31 de maio do ano de 2018 e de 2020. O resultado positivo é fruto do trabalho integrado entre o 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) e a Delegacia Regional de Itabaiana.

De acordo com o levantamento da CEACrim, nesse período do ano de 2018, foram 38 homicídios praticados na cidade. No mesmo intervalo, já em 2019, esse número foi de 30 ocorrências desse crime. Neste ano, 2020, contabilizou-se 23 casos dessa ação criminosa. Assim, entre 2020 e 2018, houve queda de 39.5% na incidência de homicídios na cidade. Em comparativo entre 2020 e 2019, a retração foi de 23,3%.

Tenente-coronel Sidney Barbosa

O delegado Tarcísio Tenório, titular da divisão de homicídios da Delegacia Regional de Itabaiana, atribuiu a redução à intensificação dos trabalhos ostensivos, investigativos e também à realização de várias operações policiais no município. “Nos últimos meses, as equipes vêm realizando operações de repressão a homicídios, tráfico de drogas e roubos, tirando de circulação indivíduos suspeitos, apreendendo armas de fogo e drogas”, explicou.

O coronel Sidney Barbosa, comandante do 3° BPM, detalhou as diretrizes seguidas pela polícia que colaboraram para a queda na ocorrência de homicídios na localidade. “Nossa primeira providência foi fazer o mapeamento dos crimes de homicídios que ocorreram nos anos anteriores e, de posse dessas informações detalhadas, montamos estratégias para combate específico ao crime de homicídio”, citou.

“Montamos duas estratégias primordiais. A primeira foi posicionar nossas equipes nos locais e horários onde a estatística criminal indicavam a possibilidade de ocorrer os homicídios. A segunda foi a integração com as equipes da Polícia Civil da Regional de Itabaiana. A partir disso, conseguimos identificar indivíduos que cometiam homicídios e várias operações foram montadas para que esses suspeitos fossem presos”, detalhou o coronel.

Fonte: SSP/SE

Comentários