INFONET PIXELS

0

*** A demissão de Norman Oliveira da presidência da Cohidro mostra que, neste seu terceiro mandato, o governador João Alves Filho não tem sido complacente nem com os amigos. *** A saída de Marcos Prado Dias da Secretaria de Educação, decidida da noite para o dia, foi traumática para o governador e para o Secretário. Depois veio o episódio envolvendo o antigo titular da Secretaria da Juventude, acusado de “incompetente” pelo próprio governador. *** O episódio de agora atinge Norman Oliveira, fiel escudeiro de João Alves, que não teve sequer direito a um telefone de explicação do governador ou de pessoa próxima a ele. Por Ivan Valença

Comentários