Ivan Paixão diz não conhecer proposta de fusão entre partidos

0

O deputado federal Ivan Paixão (PPS) disse hoje que os boatos de uma possível fusão entre o PDT e o PPS não são validados pela direção do partido. Segundo ele, há algumas reuniões no sentido de se formar uma bancada através da soma dos deputados dos dois partidos, mas não uma fusão parlamentar. O objetivo da bancada única é atuar com mais força na Câmara dos Deputados.

 

Segundo alguns veículos de imprensa sergipanos, João Fontes, deputado federal, teria admitido uma possível aliança entre os dois partidos para apoiar a senadora Heloísa Helena em sua candidatura à presidência da República, em 2006. “Eu creio que o deputado João Fontes está à procura de uma Tábua da Salvação”, disse Ivan Paixão, comentando que não é a favor dessa possibilidade. “Eu apóio Ciro Gomes para a Presidência da República”, completou ele.

 

Ivan disse que, realmente, há um desejo implícito de alguns parlamentares de que seja efetuada a fusão, porém, isso se deveria ao desejo de se “ultrapassar as cláusulas de barreira que são empecilhos para os partidos pequenos”, disse o deputado.

 

As Cláusulas de Barreira são dispositivos criados pela Lei dos Partidos Políticos, que impõe algumas condições para o funcionamento parlamentar de um partido. O sistema é baseado na representatividade alcançada na eleição para a Câmara dos Deputados. Os critérios utilizados são o número de votos e também a distribuição nos Estados.


De acordo com a Lei, para as eleições de 2006, só será permitido o funcionamento parlamentar aos partidos que tenham obtido no mínimo 5% dos votos válidos nas últimas eleições para a Câmara dos Deputados, sendo pelo menos 3% em nove estados.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais