João Fontes e Augusto Bezerra: “Ilustres desconhecidos”

0

Ministro disse desconhecer João Fontes e Augusto Bezerra
Hoje pela manhã, o colunista Diógenes Brayner divulgou uma nota em sua coluna intitulada “Agressões do Ministro”. Na nota, o jornalista diz que o “deputado federal João Fontes (PDT) vai se mobilizar em Brasília, para adotar todas as providências possíveis, a fim de buscar apoio de membros do Congresso contra a ação do ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, que está usando a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), para vasculhar a vida dos parlamentares, sindicalistas, técnicos, lideranças políticas e até governadores que sejam contra à transposição das águas do rio São Francisco para o Nordeste Setentrional”.

 

 

João Fontes
De acordo com o assessor de Comunicação do Projeto de Integração da Bacia do São Francisco, Sidrônio Henrique, “a informação (…) é absolutamente falsa. As afirmações ali contidas não têm sentido. Quais as provas dessa história tão absurda?”, rebate. Segundo o assessor, durante o momento em que transcorreu o debate da OAB, realizado em Brasília, no último dia 2, “depois de ser insultado pelos deputados João Fontes e Augusto Bezerra, o ministro pediu a um dos seus assessores o nome dos dois parlamentares agressores, os quais eram para ele, até então, ilustres desconhecidos”.

 

Adiante, ele diz: “Ciro recebeu, em seguida, um bilhete de um assessor, que continha a seguinte informação: ‘O que está sentado à sua frente é o deputado Augusto Bezerra; o outro, à esquerda, é o deputado João Fontes,  que foi expulso do PT e agora está no PDT’. Inventar

Augusto Bezerra
que o ministro pediu fichas dos dois junto à Abin é absurdo, sem sentido”.

 

Na coluna divulgada pelo jornalista, a versão contada pelo parlamentar João Fontes  é outra, a de que o ministro Ciro Gomes havia pedido que um de seus assessores “levantasse a minha ficha e do deputado estadual Augusto Bezerra, além de técnicos que contrariavam a sua posição”. O assessor disse ainda que estará enviando uma cópia do documento expedido pela própria Abin informando que tal afirmativa não seria verdadeira. 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais