Juíza decreta preventiva contra homem acusado de estuprar a filha

0
Audiência de custódia aconteceu no Fórum Gumersindo Bessa (Foto: Arquivo Portal Infonet)

A juíza Suzete Ferrari Madeira Martins decretou a prisão preventiva do homem de 37 anos acusado por estupro que teria sido praticado contra a própria filha, atualmente uma adolescente de 16 anos. O acusado foi preso em flagrante na semana passada em Laranjeiras e o mandado de prisão preventiva foi expedido na noite do sábado, 17, ao final da audiência de custódia realizada no Plantão Judiciário no Fórum Gumercindo Bessa, em Aracaju.

Na audiência, a promotora de justiça Rosane Gonçalves pediu a conversão do flagrante em prisão preventiva considerando a gravidade da acusação. Medida para impedir “a reprodução de fatos criminosos”, conforme explicou a promotora. Para justificar a postura, a promotora destacou os fatos relatados pela vítima, de que o pai começou a agredi-la e forçá-la a praticar relações sexuais desde que a mãe dela faleceu, quando ela tinha apenas 13 anos de idade.

Conforme os autos, o acusado confessou que teria mantido relações sexuais com a filha, mas negou o abuso aos 13 anos. Ele informou que teve a primeira relação sexual com a filha há cerca de seis meses porque ela teria “se oferecido para ele” e fez relatos de que possuía algum tipo de distúrbio. Após a audiência, o acusado foi encaminhado a uma das unidades prisionais do Estado de Sergipe com a recomendação, feita pela juíza, de mantê-lo em local seguro e separado dos demais detentos para evitar possíveis represálias.

O inquérito policial resultante do flagrante está sendo conduzido pelo delegado Deskson Almeida, de Polícia Civil do município de Laranjeiras. O delegado tem prazo de dez dias para concluir a investigação. A vítima foi conduzida ao Instituto Médico Legal (IML) para realização de exames inerentes a este tipo de violência. O Portal Infonet tentou ouvir a defesa, mas não conseguiu. Os telefones do advogado que acompanhou o acusado na audiência de custódia estavam desligados, ou fora da área de serviço. O Portal Infonet permanece à disposição. Informações podem ser enviadas por e-mail jornalismo@infonet.com.br ou por telefone (79) 2106 – 8000.

Por Cassia Santana

Comentários