Laudo da Cehop descarta risco de desabamento do prédio da PGE

0
Segundo o sargento Sena, integrante do órgão fiscalizador, a visita foi um procedimento considerado padrão para analisar a estrutura do prédio e descartou qualquer possibilidade de interdição (Foto: arquivo/ Alese)

A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) informou nesta última terça-feira, 17, que o prédio onde funcionava a sede do órgão foi desocupado por questões de segurança. Segundo a PGE, “o laudo da Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas – Cehop informa que não há riscos de desabamento”.

Ainda segundo a PGE, o local foi desabitado em razão da necessidade da reforma tanto da área externa (que já está escorada) e a interna que poderia colocar em risco a integridade física dos servidores e usuários dos serviços do órgão. “Por cautela, o prédio foi desocupado, já sendo feito o escoramento de 3/4 da fachada, que era o ponto mais crítico”, informa o órgão. A PGE também explica que durante o curso desse serviço foi observado que precisaria escorar o restante da fachada e por isso havia a necessidade de realocar os funcionários.

Outro destaque dado pelo órgão diz respeito ao projeto de reestruturação do local. “Já foi contratado um escritório de Arquitetura para fazer o projeto da reforma estrutural que será necessária”, salienta. A PGE também informa que os setores do órgão estão distribuídos na Secretaria de Estado da Fazenda, Ministério Público Estadual e Secretaria de Estado da Saúde.

Parte do teto desaba

Parte do teto da Procuradoria Geral do Estado (PGE), que fica no Centro de Aracaju, desabou no final da manhã do dia 23 de agosto durante uma vistoria para reforma do prédio. A Defesa Civil Estadual informou que ninguém ficou ferido e que os servidores foram liberados. A área está isolada. A assessoria da PGE informou que tomou todas as medidas para assegurar a proteção dos servidores, procuradores e da sociedade que visitam o local. A assessoria explicou também que o expediente dessa sexta-feira, 23, está suspenso até que os profissionais responsáveis emitam relatórios que assegurem total proteção de todos que fazem parte da PGE. O andar térreo não foi afetado.

por João Paulo Schneider  e Verlane Estácio

*A matéria foi alterada às 17/09 do dia 18/12 para correção de informações
Comentários