Lei seca: três condutores são presos em flagrante

0
Policiais atuam com bafômetros (Fotos: CPTran/Divulgação)

A Policia Militar através da Companhia de Policiamento de Trânsito (CPTran) deu inicio à Operação Lei Seca Junina, na noite desta sexta-feira, 21, que se estenderá até a noite do dia 30 de junho. Na madrugada desta sexta, foram realizados 147 testes com o etilômetro, numa operação especial comandada pela tenente Manuela.

A operação foi iniciada às 23h da sexta-feira, 21, e encerrada às 5h da manhã deste sábado, 22, contando com um efetivo de 15 policiais militares e apoio de quatro viaturas, quatro motocicletas e um ônibus da Lei Seca. Conforme a CPTran, a operação teve como foco o público do Forró Caju, onde foram autuados 14 condutores de veículos por infrações diversas, sendo que três deles estavam dirigindo sob influência de bebidas alcoólicas.

Os condutores foram detidos e encaminhados à Delegacia Plantonista. Nos testes, segundo informações da CPTran, os testes indicaram índice de teor alcoólico que variaram entre 0,45mg/l, 0,87mg/l e 0,74mg/l de ar expelido pelos pulmões, e os respectivos condutores acabaram enquadrados no artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro, que prevê a pena de detenção de seis meses a três anos e suspensão do direito de dirigir por um ano.

Legenda

Segundo o capitão Fabio Machado, comandante da CPTRan, a operação Lei Seca Junina tem como objetivo primordial focar nas ações prioritárias à preservação da vida. “Estaremos buscando neste período junino a prevenção, para que os condutores sergipanos e turistas que ora prestigiam nosso Estado, brinquem o São João com responsabilidade, pois a nossa grande preocupação é com a vida destes condutores e dos pedestres”, disse. “Estamos atentos, orientando e punindo aqueles que infringirem a lei. Não iremos tolerar e nem tampouco teremos piedade com aqueles que insistirem em beber e dirigir”.

O capitão adverte que os condutores que dirigirem sob influência do álcool terão que ser responsabilizados, com a multa prevista na legislação, no valor de R$ 1.915,40, além do pagamento da fiança daqueles que apresentarem sinais notórios de embriaguez e se recusem a realizar o teste, ou que apresentem o índice de teor alcoólico igual ou superior a 0,34mg/l de ar expelido pelos pulmões. “Portanto, fica o alerta: que brinquem a festa com responsabilidade, procurem ir de táxi ou de carona com um amigo que não vá fazer uso de bebida alcoólica”.

Com informações da CPTran

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais