Mais um assalto a taxista na madrugada

0

O motorista Miguel Alves Silva, 49, defensor de taxi, foi assaltado na madrugada desta sexta-feira. O assaltante fugiu levando R$ 320, além de documentos pessoais.

O taxista registrou a ocorrência em Boletim de Ocorrência por volta das 3h30 da madrugada. De acordo com a versão da Polícia, ele dirigia o taxi, de placa IAC 1339, e passava pela rua Acre, no bairro Siqueira Campos, quando foi abordado por um suposto passageiro.

O rapaz o orientou a seguir para a avenida Maranhão e, nas proximidades de um Posto de Gasolina, o rapaz solicitou que entrasse numa rua à direita e, logo adiante, ele sacou uma arma e anunciou o assalto. Sem alternativa, o taxista cedeu e entregou seus pertences, entre eles o documento de um outro veículo, um gol, de sua propriedade. O assaltante fugiu sem deixar pistas.

Flagrantes

Na Delegacia Plantonista, foram registradas três prisões em flagrante. Dois deles, um acusado de conduzir veículo sob efeito de bebidas alcoólicas e outro por violência contra a mulher, pagaram fiança e foram liberados. O outro, acusado de tentar matar um morador de rua permanece preso.

Conforme as primeiras investigações da Polícia, a tentativa de homicídio foi registrada à noite após desentendimento entre dois moradores de rua. Na briga, Carlos André dos Santos, de aproximadamente 25 anos, acabou sacando uma faca e atingindo Jorge Pereira dos Santos. O acusado alega que a vítima tentava furtar um carrinho com latas por ele catadas nas ruas.

Ferido, Jorge foi encaminhado ao Hospital Nestor Piva e, de lá, acabou transferido para o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), devido à gravidade da ocorrência. Há suspeita que houve perfuração do pulmão, mas o estado de saúde da vítima é estável.

Também foi preso Marinho Andrade Barros, um desempregado acusado de praticar agressões à companheira, cuja identidade é preservada. O crime ocorreu no Conjunto Marcos Freire. De acordo com os policiais, Marinho pagou fiança e foi liberado, mas o Boletim de Ocorrência será encaminhado ao Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV) da Secretaria de Estado da Segurança Pública instalado em Nossa Senhora do Socorro, para dar sequência a processo judicial.

Já Cornélio Ferreira foi conduzido à Delegacia Plantonista, segundo informações da Secretaria de Estado da Segurança Pública, por policiais do município de Estância. Ele é acusado de conduzir veículo após uso de bebidas alcoólicas. Também pagou fiança e foi liberado. 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais