Malvinas: moradores se negam a aceitar indenizações

0
Casas serão demolidas para ampliação do aeroporto (Fotos: Portal Infonet)

Moradores do Loteamento das Malvinas continuam insatisfeitos quanto a desapropriação das casas que estão na área e que serão demolidas por conta das obras de ampliação do aeroporto. A comunidade se queixa ainda dos valores das indenizações oferecidas pelo Governo do Estado. Mais de 60 casas serão demolidas.

De acordo com o representante da associação dos Moradores das Malvinas, Josué Alexandre de Assis, as negociações não avançaram e os moradores continuam sob a expectativa das demolições. Sobre as indenizações, o morador volta reclamar. Segundo ele, o valor oferecido está abaixo do que valem os imóveis.

De acordo com Assis, a comunidade das Malvinas está se mobilizando para impedir a demolição. “Nós estamos insatisfeitos com as demolições e os valores da indenização. As negociações não andam e agente fica com medo de qualquer hora eles chegarem para demolir as casas”, conta Josué.

Seinfra

Josué Assis "A gente não concorda com as demolições e indenizações"

A assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) explica que para a desapropriação dos imóveis, o Governo do Estado ofereceu a indenização e irá urbanizar a área. Ainda segundo a assessoria, 20 moradores já aceitaram a proposta e irão desocupar os imóveis. Com os demais moradores, de acordo com a assessoria, a Seinfra dará continuidade ao diálogo.

Por Eliene Andrade

A matéria foi alterada às 16h29 para alteração de informação.

Comentários