Maníaco do bairro América retorna ao Presídio de Glória

0
José Adelson (Foto: Divulgação/Arquivo Portal Infonet) 

José Adelson Andrade de Oliveira, conhecido como o maníaco do bairro América, por ter estuprado em 2011 um adolescente de 13 anos, retornou na tarde desta quinta-feira, 9 ao Presídio de Nossa Senhora da Glória. Ele foi condenado a 16 anos de prisão por estupro de vulnerável [introduziu o cabo de uma sombrinha no ânus do garoto], mas por decisão do juiz da Vara de Execuções, Hélio Mesquita, ele teve prisão domiciliar prorrogada por 30 dias, cujo prazo foi encerrado ontem.

De acordo com a assessoria de Comunicação do Tribunal de Justiça de Sergipe, José Adelson retornou por volta das 15h35 desta quinta-feira.

“Ele voltou com um atraso de cinco minutos, já que a decisão era para que o retorno fosse às 15h30, o que não implicará. Mas, como ele chegou sem documento nenhum, foi colocado no isolamento e hoje estaremos comunicando ao juiz da Vara de Execuções, para posteriormente o encaminhar à cela”, explica o assessor de Comunicação Marinho Tiba.

José Adelson teve a prisão domiciliar liberada para ser submetido a uma cirurgia de reconstrução retal e o pedido de prorrogação por 30 dias do prazo, foi feito pelo advogado, sob o argumento de que o cliente precisava de “repouso e cuidados especiais, por usar a mais de dois anos, uma bolsa de colostomia”.

O crime aconteceu no dia 6 de novembro de 2011, quando o adolescente [13 anos] saiu de casa para comprar pão próximo à sua casa e foi abordado por José Adelson [21 anos]. Preocupada com a demora do filho, a mãe saiu desesperada à procura juntamente com vizinhos. O garoto foi encontrado no terreno de uma escola localizada na região, em estado de choque e com sinais de abuso sexual, tendo sido levado para o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).

A prisão foi efetuada no dia 20 de novembro pelo cabo da Polícia Militar Noelinton Francisco dos Santos, que estava em férias e participava de uma festa na casa de familiares no bairro América, quando o maníaco passou pelo local, vindo do Terminal Rodoviário José Rollemberg Leite. O policial deu voz de prisão e o levou para a Delegacia Plantonista e em seguida encaminhado ao Presídio de Glória, onde teria sido abusado por outros presos.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais