Marinha autoriza estudo para visitação no Farol da Coroa do Meio

0

Marinha do Brasil iniciou estudos de viabilidade técnica para uma possível abertura do Farol para visitação pública (Foto: Semict)

Um dos pontos da cidade de grande beleza e potencialidade turística é a região da Coroa do Meio, que conta com um importante equipamento que se transformou em ícone urbano no local: o Farol da Marinha. Pensando em aproveitar esse equipamento para a promoção do turismo na capital, a Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal da Indústria, Comércio e Turismo (Semict), iniciou processo de diálogo com o comandante da Capitania dos Portos de Sergipe, o capitão de Fragata Alessandro Black, com vistas a abertura do Farol para visitação pública.

Nesta sexta-feira, 29, a Marinha do Brasil expediu comunicado, informando que iniciou os estudos de viabilidade técnica para uma possível abertura do Farol para visitação pública. “A iniciativa tem o objetivo de valorizar o importante marco da cidade e contribuir para a sua permanente manutenção, de modo a inseri-lo no roteiro de visitação dos turistas e moradores da cidade de Aracaju, reforçando a sua importância como equipamento para a sinalização náutica e a sua beleza cênica na foz do Rio Sergipe”, diz o comunicado.
A Marinha informa ainda que está previsto para o local um espaço destinado à exposição permanente “que retrate as tradições marinheiras, equipamentos, além de fatos da história naval e aeronaval ligados ao município, como o pouso de hidroaviões da Marinha, em 1923, no rio Sergipe”.
Os entendimentos entre a gestão municipal e a Capitania dos Portos foram iniciados em fevereiro do ano passado, quando o então secretário da Semict, Jorge Santana, apresentou ao comandante Alessandro Black o projeto de urbanização da área, e a proposta de abertura do Farol surgiu como potencial atrativo, a partir da vista privilegiada da Foz do rio Sergipe e da Orla da Atalaia.
O diretor de Desenvolvimento Industrial da Semict, Ricardo Mascarello comemorou a notícia acrescentando que procurou a Empresa Municipal de Urbanização (Emurb) com vistas a estudar o “vazamento do muro do Farol, permitindo a visualização de todo o entorno do equipamento”.  “Com essa medida teremos um ganho na paisagem cênica do local e um agradável atrativo para os turistas observarem. O comandante Alessandro Black foi sensível e entusiasta desde o primeiro momento e nossa gestão agradece por seu trabalho à frente da Capitania dos Portos em benefício da cidade”, registrou.

 

Fonte: AAN 

Comentários