Médicos do João Alves ameaçam greve

0

Os médicos do Hospital João Alves Filho estão dispostos a entrar em greve a partir da próxima segunda-feira. Eles reclamam de acordos trabalhistas não cumpridos pelo Governo do Estado. O piso dos médicos, por lá, é de R$ 375,00, considerado baixíssimo pela classe médica. Se a greve ocorrer, todo o sistema de saúde na capital sergipana estará comprometido. O Hospital Universitário está também em greve e o atendimento do Hospital de Cirurgia é precário. O João Alves atende hoje cerca de 600 pacientes. A UTI tem apenas oito leitos, quando deveria ter pelo menos 30. Um médico, que não quis se identificar, chegou a dizer à equipe do Portal InfoNet que o Hospital “é um inferno”, “um depósito de pessoas doentes”. Diante de tão exíguo espaço é impossível se dar bom atendimento a todos. A greve marcada inicialmente para a próxima segunda-feira, dia 2, é um alerta ao governo diante de uma situação que vai ficando cada vez mais difícil.

Comentários