Melhorias já ocorrem em presídio de Areia Branca

0

“Favela” no presídio de Areia Branca/Fotos: Divulgação Defensoria Pública
Desde que a sociedade tomou conhecimento das péssimas condições físicas do presídio de Areia Branca através de denúncia dos defensores públicos à imprensa, algumas melhorias nas acomodações já aconteceram, segundo a defensora Ana Cristina Oliveira Fernandes.

“Estamos lá toda segunda-feira e percebemos que chegaram colchões novos e alguns presos do regime fechado já foram transferidos para outros presídios, assim abrindo novas vagas para abrigar os que estão na favela que foi construída lá dentro”, relata.

Os defensores aguardam a manifestação do Governo do Estado, já que até agora eles não prestaram as primeiras informações após a notificação enviada à Procuradoria Geral. Mas, segundo Ana Cristina, o governo ainda está dentro do prazo, mas a situação do prédio é urgente.

“Além da superlotação, um dos grandes problemas é a falta de condições sanitárias adequadas. Uma reforma no sistema de água e esgoto é necessária e isso não tem como ser feito com eles lá dentro. Queremos que eles sejam transferidos para que as obras aconteçam”, conta.

A procuradora finaliza contando que os presos estão confiantes e satisfeitos porque estão percebendo que as denúncias desencadearam uma série de atitudes do Estado em promover melhorias no presídio de Areia Branca.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais