Menino abandonado no Shopping Riomar continua em Sergipe

0
Na ocasião, o pai disse à polícia não lembrar da fisionomia do garoto (Foto: Ana Lícia Menezes /Ascom PMA)

O garotinho autista que foi abandonado pela mãe no Shopping Riomar, continua no Abrigo Caçula Barreto em Aracaju. A transferência para a cidade baiana de Amargosa depende de uma decisão judicial por meio da 16ª Vara do Juizado da Infância. Isso quanto À definição de qual parente vai ficar com a guarda da criança, já que a mãe responde por abandono de incapaz e no Conselho Tutelar, E a informação é de que ela "teria perdido a guarda".

No Abrigo Caçula Barreto, a coordenação informou que somente o Juizado da Infância e da Juventude pode se pronunciar sobre o caso. Mas, no Conselho Tutelar do 1º Distrito a informação é de que o menino continua abrigado aguardando a decisão do juizado sobre quem vai ficar com ele. "O Juizado não nos passou mais nada. A única informação que temos é de que até a quinta-feira da semana passada, o menino continuava abrigado, aguardando um parente mais próximo para levá-lo de volta à Bahia, já que a mãe perdeu a guarda”, ressalta a conselheira Iolanda Santos.

O Portal Infonet tentou ouvir a juíza Rosa Geane, mas ela está em período de férias. Com isso, recorreu à Assessoria de Comunicação Social do Tribunal de Justiça de Sergipe, que fez uma 'ponte' com o juiz substituto Edno Aldo Ribeiro de Santana, para saber como está o andamento do processo, mas não obteve êxito.

Relembre

No final de julho de 2014, o Conselho Tutelar do 1º Distrito informou foi procurado pelo Shopping Riomar dando conta de que um menino foi encontrado por seguranças, com uma mochila nas costas contando roupas, fraudas e remédios e ainda que a criança não soube se comunicar.

O Conselho lançou uma campanha, o garoto foi levado ao abrigo, a Delegacia de Apoio a Grupos Vulneráveis (DAGV) abriu inquérito e em pouco tempo, os pais da criança foram localizados e descobriu-se que são separados. O pai, advogado e a mãe psicóloga [esta teria deixado a criança no shopping por estar sofrendo de depressão]. Ela chegou a visitar o filho no Abrigo Caçula Barreto. O inquérito foi concluído e encaminhado à Justiça. O processo segue em sigilo.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais