Ministério Público garante que não ficará omisso

0
Promotor diz que adotará medidas para garantir imparcialidade  (Foto: arquivo Portal Infonet)

Depois de revelar que desconhecia o episódio e que não havia sido provocado para se manifestar, o promotor Jarbas Adelino, da Promotoria de Justiça Especializada no Controle Externo na Atividade Policial, divulgou nota oficial afirmando que o Ministério Público Estadual não ficará omisso diante do episódio envolvendo Ítalo Bruno Araújo Fonseca, enteado do secretário João Eloy, da Segurança Pública, preso com armas no carro e acusado de praticar assalto contra o taxista Roberto Basílio Cabral.

Na nota enviada à redação do Portal Infonet pela assessoria de imprensa, o promotor diz que o MPE adot adotará as “providências legais para que seja garantida a imparcialidade nas investigações que apuram o caso envolvendo o enteado do Secretário de Segurança Pública de Sergipe, João Eloy, bem como a conduta funcional do Delegado plantonista que atuou no caso em questão”. Apesar da prisão e encaminhamento à Delegacia Plantonista, o flagrante não foi lavrado pelo delegado Augusto César Mendes de Oliveira, o plantonista daquela madrugada.

“O Ministério Público jamais ficaria omisso diante de possíveis ilegalidades praticadas por agentes públicos”, revela a nota, referindo-se à declaração do promotor Jarbas Adelino. “O Ministério Público Sergipano sabe da sua missão constitucional na defesa dos interesses da sociedade, sobretudo o que diz respeito às questões de Segurança Pública”, completa a nota.

Por Cássia Santana, com informações do MPE

Comentários