Moradores acampam na SMTT contra paralisação da linha 607

0
Moradores se concentram na porta da SMTT (Fotos: Portal Infonet)

Moradores de bairros da zona norte de Aracaju ocuparam a sede da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) de Aracaju, cobrando medidas para evitar a suspensão da linha 607 [Santos Dumont/Mercado] do sistema de transporte público que atende as comunidades do Japãozinho, Coqueiral e Pau Ferro. De acordo com informações da coordenadora do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Paula Eduarda Costa, os serviços são interrompidos constantemente e os motoristas só estão rodando até às 18h, deixando apavorada a comunidade que depende da linha para trabalhar e resolver os problemas pessoais.

Segundo o auxiliar de serviços gerais Wagner Gonçalves, basta uma criança passar por baixo da catraca para o motorista alterar o roteiro e seguir para uma Delegacia de Polícia para prestar boletim de ocorrência, alegando violência. “A população está refém disso, ninguém pode pular a catraca nem passar por baixo dela que o motorista logo vai para a delegacia”, comenta.

No entendimento dos moradores, o fato de pular a catraca não se caracteriza violência. “Sabemos que isso é errado [pular a catraca], mas também não é para parar tudo só por causa disso”, comenta a coordenadora do MTST. “Estamos querendo uma solução para essa situação porque não somos cachorros para ser tratado desse jeito”, destaca Paula Costa.

Uma comissão formada por representantes do MTST e dos moradores das regiões afetadas se reuniram com representantes da SMTT. Logo após a reunião, os manifestantes deixaram o local.

Por Cassia Santana

 

A matéria foi atualizada às 16h35 para alteração de informação.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais