Moradores de ocupação comemoram permanência em terreno

0

Moradores já estavam se preparando para sair do terreno (Fotos: Portal Infonet)

Móveis já estavam do lado de fora dos barracos

Rinalda Barbosa ficou emocionada com informação do defensor

Mandado de reintegração de posse

Os moradores da ocupação Lar da Esperança comemoram a permanência no terreno localizado no bairro Coroa do Meio. Eles tinham recebido um mandado solicitando reintegração de posse para esta quinta-feira, 6, mas o defensor público Alfredo Nikolaus entrou com Ação Civil Pública (ACP) na 3ª vara cível contra o município, pedindo liminar para que os moradores recebam auxílio moradia ou que arranje local para as famílias ficarem.

O defensor conta que as famílias procuraram a Defensoria, que o órgão acompanha a situação delas há dois meses, e que foi visualizada que a maioria dos ocupantes está desempregada e ainda que a maior parte das famílias tem entre um e cinco filhos. “Como não houve cumprimento de reintegração de posse, eles permanecem no local”, informa Nikolaus.

De acordo com a líder da ocupação, Rinalda Barbosa, são 28 barracos onde 45 famílias vivem há três meses. Eles já estavam preparados, inclusive com móveis e objetos pessoais, do lado de fora das moradias, aguardando a chegada da polícia para a reintegração de posse. "Estava todo mundo aflito e agora estamos contentes e as famílias tiveram a resposta que esperavam. Com essa decisão nós vamos permanecer aqui até que seja feito nosso cadastro e a gente receba o auxílio moradia", relata.

A dona de casa Edcledja Silva disse que, caso tivesse que sair do terreno, não teria para onde ir, pois ela e o marido estão desempregados e têm dois filhos autistas para criar. "Para onde vou? Para o relento?", questiona. Já a líder da ocupação conta que o próximo passo é aguardar as informações que vão ser passadas pelo órgão competente.

Por Monique Garcez

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais