Moradores do loteamento Guajará fazem manifesto por infraestrutura

0
Moradores relatam dificuldades na mobilidade da região. (Foto: Portal Infonet)

Moradores do loteamento Guajará, em Nossa Senhora do Socorro, se mobilizaram na manhã desta terça-feira, 13, para cobrar do Poder Público soluções aos problemas de infraestrutura vivenciados pela comunidade. Os manifestantes levaram faixas e reclamaram da falta de ação da Prefeitura Municipal de Nossa Senhora do Socorro.

Segundo os moradores, a manifestação terá continuidade na Câmara de Vereadores, onde uma concentração maior de mobilizadores estará presente com o intuito de pressionar os parlamentares. “Já nos desiludimos com a promessa de um possível calçamento no Guajará. O que pedimos é que a prefeitura cumpra suas promessas de ações paliativas.”, relata o estudante Igor Santos.

Dona de casa Michelle aponta a falta de segurança como o principal problema. (Foto: Portal Infonet)

Conforme o estudante, há cerca de quinze dias não há transporte público e a coleta de lixo está suspensa na localidade. “Um problema está puxando o outro. As pessoas têm que caminhar até próximo da BR-101 para buscar transporte coletivo e a coleta não ocorre devido às estradas, além de que as viaturas da PM também não fazem mais rondas”, explica.

A dona de casa Michele Santos reclama que a falta de segurança é um dos maiores transtornos para os moradores. “Temos arrastões direto aqui e a polícia tem dificuldade de entrar no Guajará. A nossa comunidade só está perdendo”, diz.

Prefeitura

A Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro montou uma comissão formada pelas secretarias de Infraestrutura (Seminfra), Planejamento (Seplan), Comunicação (Secom) e pelo gabinete municipal, para receber os líderes comunitários do Loteamentos Guajará, Palmares, Santa Cecília e Boa Viagem, a fim de apresentar soluções e medidas para estruturação dessas comunidades.

A comissão ouviu os anseios dos líderes dessas comunidades e apresentou os projetos e iniciativas que estão em andamento para serem executados no município. A prefeitura ainda esclarece que está pleiteando o envio de recursos, através do Financiamento para efetuar as ações estruturantes permanentes nessas comunidades. Enquanto esse financiamento não é concedido, a Prefeitura vem realizando ações estruturantes na localidade, a exemplo do calçamento da principal via de acesso ao local, uma obra de cerca de R$ 1,5 milhão, que vai garantir melhores condições de trafegabilidade na região.

A prefeitura ainda salienta as ações paliativas e rotineiras que diariamente são executadas nessas comunidades, a fim de promover a segurança de motoristas e pedestres que circulam diariamente nesses locais. Contudo esse trabalho foi prejudicado pelo rigoroso e intenso período chuvoso, que maximizou os transtornos sofridos pelas comunidades, e minimizou os serviços feitos pela Prefeitura nesses locais.

por Daniel Rezende

*A matéria foi alterada às 16h59 para acréscimo de informações do município
Comentários