Morte em academia: depoimentos adiados

0

Depoimentos remarcados para os dias 19 e 21 na 1ª DM
Os depoimentos do lutador de boxe profissional Davi Eliasquevici e o professor Danilo Vidal da Academia Olímpica, no bairro 13 de julho, foram adiados.  Eles seriam ouvidos no final da tarde desta terça-feira, 12, pelo titular da 1ª Delegacia Metropolitana, delegado João Moreira Aragão, no caso do jovem de 22 anos (Cristiano Cleberson dos Santos), que morreu nocauteado quando treinava na academia, no último dia 7 de abril.

De acordo com o delegado João Moreira, os depoimentos foram transferidos para o próximo dia 21.  “Isso porque o médico que atendeu à vítima encontra-se nos Estados Unidos. Ele prestará depoimento na próxima terça-feira, 19. Já o lutador Davi e o professor Danilo serão ouvidos na quinta-feira, 21”, informa o delegado.

A tragédia foi registrada no dia 7 de abril, quando Cleberson dos Santos lutava com o boxeador Davi Eliasquevici, 21, atleta patrocinado pela academia. O circuito interno de TV da academia registrou que no momento da luta, os dois estavam sem o capacete de espuma, obrigatório nos treinamentos, usando apenas luvas e protetores bucais.  Cleberson foi levado ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), mas não resistiu.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais