Morte em elevador: delegado indicia dono e funcionários de empresa

0
Delegado conclui que idoso foi vítima de falha humana (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O delegado Éverton dos Santos, titular da 1ª Delegacia Metropolitana, concluiu o inquérito policial que investigou a causa da morte do idoso José Nunes da Silva, 94, que caiu no fosso de um elevador no dia 13 do mês passado no condomínio Jardim América, em Aracaju. Ao final das investigações, o delegado concluiu que houve falha humana e indiciou o empresário Rogério da Silva Horta, dono da empresa que faz manutenção de elevadores, e os funcionários Márcio Rodrigues dos Santos e Genésio Teixeira dos Santos.

Eles são indiciados por homicídio culposo [que não teve o intuito de matar]. “Houve falta de procedimento na manutenção”, explica o delegado. “Não isolaram a área, não colocaram fita de isolamento e permitiram que qualquer pessoa caísse no fosso”, destacou o delegado.

Segundo o delegado, além dessas irregularidades, ficou constatado também que o dono da empresa teria colocado um dos técnicos para trabalhar sem ter capacitação técnica para a atividade. “Ele aprendeu, trabalhando”, ressaltou. O inquérito está pendente de laudo técnico, que vai informar como a porta do elevador abriu. Mas a ausência desta peça não traz impedimentos para a autoridade policial concluir que houve falha humana, conforme explica o delegado.

O empresário Rogério Horta conversou com o Portal Infonet. Ele demonstrou surpresa com a conclusão do inquérito sem o laudo pericial, mas disse que a empresa só se manifestará quando receber informações oficiais sobre a conclusão do inquérito. O empresário garante que, quando for notificado oficialmente, enviará nota sobre o posicionamento da empresa neste episódio.

O Portal Infonet permanece à disposição. Informações podem ser enviadas por e-mail jornalismo@infonet.com.br ou por telefone (79) 2106 – 8000.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais