MP realiza censo escolar na Coroa do Meio

0

O Ministério Público de Sergipe irá realizar na próxima sexta-feira, dia 6, o Censo Educacional no bairro Coroa do Meio. A novidade, segundo o promotor de Justiça Orlando Rochadel, é que a Instituição em parceria com a vigilância sanitária, sindicatos dos médicos e enfermeiros, vai visitar todos os postos e unidades de saúde do bairro para ver in loco as deficiências no setor. “Vamos ouvir também, as sugestões e as reclamações da comunidade para que possamos encaminhá-las para as autoridades competentes”, disse o representante do MP. O Censo Educacional acontecerá na escola municipal de ensino fundamental Juscelino Kubitschek, localizada na rua Cel. J.F. Albuquerque, 3.261. No local, haverá um promotor de Justiça ou um servidor do Ministério Público à disposição da população. “Na mesma hora, iremos passar a reclamação do morador para que o município ou o Estado adote as providências”, disse o promotor de Justiça Orlando Rochadel. Segundo ele, no próximo dia 13 desse mês, o Ministério Público irá implantar em Estância o programa FICAI para controlar a evasão escolar. Até o final do ano, MP irá promover o censo escolar em vários municípios do Estado e em bairros de Aracaju, como a Suissa, Soledade e Jabotiana. Até o momento, o Ministério Público já promoveu o censo educacional em 14 bairros de Aracaju, visitando mais de 60 mil domicílios, perfazendo um universo de mais de 280 mil pessoas entrevistadas. Nos bairros visitados, o Ministério Público estadual encontrou 3.347 crianças e adolescentes fora da sala de aula. “Os números são impressionantes, mas, estamos atentos para reintegrar esses jovens as salas de aula”, disse o promotor de Justiça Orlando Rochadel. O bairro Coroa do Meio será visitado no dia 06 de agosto, enquanto que o Jabotiana está previsto para o dia três de setembro, Soledade para o dia oito de outubro e o bairro Suissa para o dia 26 de novembro. Nesta nova etapa do censo educacional, deverão atuar como recenseadores, voluntários, estudantes, membros da Defesa Civil e Conselhos Tutelares; todos serão preparados antes de colher as informações. Em Aracaju, o Santa Maria foi o bairro mais problemático encontrado pelo Ministério Público. No local, a Instituição descobriu que 1.740 crianças e adolescentes estão sem estudar. “É uma realidade triste e cruel. Temos que encontrar uma solução para o problema”, disse Rochadel. Por Avelar Mattos Mais notícias no site: www.mp.se.gov.br.

Comentários