MP verificará acessibilidade em condomínio

0

Morador relator em audiência as dificuldades enfrentadas
A situação do morador Carlos Antônio Batto de Barros Nascimento, 43 anos, já noticiada pelo Portal Infonet, que clamava por ajuda no sentido de se locomover dentro de um condomínio no bairro Luzia, foi relatada na manhã dessa quinta-feira, 29, à promotora de Justiça Berenice Andrade Melo.

Em audiência publica no Ministério público Estadual a síndica do condomínio, Márcia Quintito, na companhia de um advogado, além de Carlos e um morador do condomínio foram ouvidos pela promotora Berenice.

De acordo com Márcia, a promotora irá solicitar a visita de um especialista ao condomínio. “Um engenheiro do próprio Ministério público será enviado ao condomínio e caso sejam constatadas irregularidades, nós iremos nos adequar ao que manda as normas”, pontua.

Márcia diz que irá aguardar decisão da visita técnica
Márcia ainda ressaltou que o condomínio tem toda acessibilidade. “O que ele questiona é que as rampas e o acesso não são adequados. Então estamos nos predispondo a seguir o que for determinado pela promotora”, salienta

Carlos Antônio afirmou ao sair da audiência com a promotora, que está apenas lutando pelo direito de ir e vir. “Não quero problemas, muito pelo contrário. Mas não sou marginal, traficante, assassino, nunca cometi crimes para não ter o direito a liberdade de sair e chegar a hora que eu quiser, onde quiser”, protesta.

O morador também pontuou que ficou satisfeito com o resultado da audiência. “Graças a Deus a Berenice irá buscar soluções e isso me deixa mais confiante. Espero que dessa forma o condomínio possa solucionar meu problema”, finaliza.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais