MPE constata irregularidades em estrutura do Socorro Folia

0
Festa acontece neste final de semana (Foto: Arquivo Portal Infonet)

No final da tarde dessa sexta-feira, dia 29 de abril, foi realizada inspeção nas estruturas do evento “Socorro Folia”. Designada pelo Ministério Público do Estado de Sergipe (MPE/SE), ela contou com a participação da Polícia Militar, da Defesa Civil, do CREA, do Município de Nossa Senhora do Socorro e do Corpo de Bombeiros. Embora muitos requisitos tenham sido atendidos pela organização, foram constatadas diversas irregularidades.

Dentre elas, foi possível observar que o camarote, principal estrutura do evento, com capacidade, segundo a organização, para 1500 pessoas, suportaria, com segurança apenas 932 pessoas, número este que ficou estabelecido como limite de lotação máxima para tal estrutura. A organização deverá, portanto, controlar o acesso do público e informá-lo sobre essa capacidade máxima.

A liberação dessa estrutura para o evento está condicionada, ainda, à apresentação da memória de cálculo e da prova de carga atualizada por engenheiro responsável pela estrutura. Há a pendência, também, das anotações de responsabilidade técnica dos trios elétricos e do projeto de segurança contra incêndio e pânico. Além disso, um camarote particular irregular e clandestino encontrado no circuito foi interditado pelo Município e pela Defesa Civil, com acompanhamento do Ministério Público.

Todas as pendências do evento devem ser sanadas até as 15h deste sábado, 30 de abril, quando os órgãos fiscalizadores responsáveis farão nova inspeção no local do evento. Segundo o Promotor de Justiça Sandro Luiz da Costa, que participará da vistoria, “caso não sejam sanadas as irregularidades, será determinado aos órgãos responsáveis que interditem o evento, uma vez que houve tempo hábil para a organização corrigi-los. A segurança da população não deve ser colocada em risco”.

Fonte: Associação Sergipana do Ministério Público

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais