MPE quer localizar vítimas e testemunhas em processos

0
Audiência aconteceu no mini-auditório do MPE na manhã desta segunda-feira, 4 (Foto: Portal Infonet)

Ministério Público Estadual tenta facilitar a localização de vítimas e testemunhas em processos criminais. Em audiência realizada na manhã desta segunda-feira, 4 com o promotor Adson Alberto Cardoso e gestores das Prefeituras de Nossa Senhora do Socorro, de Aracaju e da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), ficou definido a celebração de convênios ou práticas operacionais aos bancos de dados.

Na ocasião, a representante da Secretaria da Família e da Ação Social de Aracaju, Iolanda de Oliveira Santos, informou que disponibiliza o acesso aos cadastros através do Cecad, se comprometendo a comparecer na próxima quarta-feira, 6, ao Centro de Apoio de Segurança Pública para disponibilizar uma senha de acesso ao sistema do CAOp.

Já a representante da Secretaria Municipal de Saúde, Gildete Macedo, afirmou não ser possível o acesso em razão do sistema relativo aos dados do Programa de Saúde da Família não ser informatizado. “Mas disponibilizo a informação dos endereços de vítima e testemunhas por e-mail ou por ofício”, ressalta.

A representante da Secretaria de Saúde de Nossa Senhora do Socorro, Luciana dos Anjos Lemos, também disse não ser possível o acesso em razão do sistema relativo aos dados do Programa de Saúde da Família não ser informatizado, mas que também disponibiliza informações sobre endereços de vítimas e testemunhas, por e-mail ou solicitação por ofício.

E a representante da Deso, Edme Leite, disse ao promotor Adson Cardoso que não tem como conceder as informações por ora, diante da necessidade de consultar o Setor de Informática da empresa, mas que a mesma tem vontade de colaborar com o Ministério Público.

“Essa tarefa de localizar vítimas a todos interessa”, enfatiza o promotor destacando que será designada nova data para que o MPE tenha contato com o Setor de Informática  da empresa, visando ter acesso ao banco de dados, para a liberação dos endereços dos consumidores.

Por Aldaci de Souza

Comentários