MPF de Sergipe adota o sistema Jucese Conveniados

0
Legenda

“O Jucese Conveniados será muito útil para as investigações do Ministério Público Federal, possibilitando  acesso a um banco de dados muito rico sobre empresas e empresários. Essas informações favorecerem diversas áreas de nossa atuação, sobretudo, de Combate à Corrupção e  Criminal”. Essa é a opinião da procuradora-chefe do Ministério Público Federal de Sergipe (MPF/SE), Lívia Tinôco.

Com o objetivo de conhecer mais de perto o Jucese Conveniados, a procuradora Lívia Tinôco, os procuradores da República Gabriela Barbosa, do Núcleo Criminal, e Heitor Soares, do Núcleo de Combate à Corrupção, e o responsável pela Seção de Pesquisa e Análise Descentralizada do órgão, Eduardo Bomfim, visitaram a Junta Comercial do Estado de Sergipe nesta quarta-feira, 29.

Desenvolvido pela equipe de Tecnologia da Informação da Jucese, o Conveniados possibilita o acesso via internet, pelos órgãos públicos conveniados, aos dados, atos constitutivos, baixas, alterações e procurações de empresas arquivadas na Junta Comercial. Ao conhecer as funcionalidades do sistema, a procuradora Lívia destacou a leveza e a intuitividade da ferramenta e de imediato fechou parceria para implantá-lo no MPF/SE.

Os representantes do MPF de Sergipe foram recepcionados pelo presidente da Jucese, George Trindade, e pelo coordenador de Tecnologia de Informação da autarquia, Eduardo Garcez, que, na ocasião, também apresentaram as dependências da Junta Comercial e o passo a passo do registro de uma empresa.

Atualmente, a Jucese exerce um papel importante de integrador. “Seguindo uma determinação do governador Jackson Barreto, buscamos unir todos os órgãos envolvidos no registro e no licenciamento das empresas através do Agiliza Sergipe. E, agora, por meio do Jucese Conveniados, estamos integrando os órgãos de fiscalização como o Ministério Público Federal”, informa George Trindade. 

“Essa parceria com MPF é extremamente salutar para todos. A Junta Comercial tem 120 anos de história e milhares de documentos arquivados”, destaca George. Até o momento, Receita Federal, Procuradoria da Fazenda Nacional no Estado de Sergipe e a Secretaria da Segurança Pública de

Sergipe, através do Departamento Especializado em Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap) da Polícia Civil também aderiram ao Conveniados.

Fonte: Assessoria de Comunicação Jucese

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais