MPF/SE discute melhoria de estrada para o Pontal da Ilha

0

Em reunião ocorrida nesta quarta-feira, 19, no Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) informou à procuradora regional dos Direitos do Cidadão Gicelma Nascimento a possibilidade de realizar a melhoria da via de acesso que liga a comunidade quilombola Pontal da Ilha à sede do município da Barra dos Coqueiros. O objetivo é dar maior segurança às crianças que precisam realizar esse trajeto para freqüentar a escola.

O representante do Ibama presente à reunião, Paulo Almícar Farias Júnior, disse que um parecer favorável foi emitido pelo órgão, já que tais melhorias não trará impactos ambientais significativos. A procuradora perguntou se o município da Barra dos Coqueiros poderá realizar este trabalho, a fim de que o ônibus escolar possa ter acesso ao povoado pela estrada.

O secretário de Obras da cidade, Robério Manoel da Silva, porém, afirmou que a Barra não tem como executar essas modificações, mas que irá encaminhar a solicitação ao Governo do Estado. A procuradora Gicelma Nascimento lembra que a melhoria da estrada deve ser encarada como uma ação emergencial para que as crianças não se afastam da escola, contudo, o objetivo é retirar as famílias do Pontal da Ilha dando a elas uma moradia mais digna.

Sobre este assunto, a Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social (Seides) se comprometeu a entregar, no prazo de 15 dias, a conclusão do estudo da área onde serão construídas tais casas.

Histórico

A reunião desta quarta, deu continuidade a um procedimento administrativo iniciado em 2007 para verificar as condições do transporte escolar que vem sendo realizado na localidade. Atualmente, os estudantes atravessam o Rio Japaratuba trecho em canoas e terminam o trajeto até a escola em ônibus.

Fonte: MPF/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais