Negociações acalmam protesto na Ponte Aracaju-Barra

0

Manifestantes no momento em que param um ônibus
Os problemas de transporte dos ônibus pela Ponte Barra-Aracaju parecem estar temporariamente resolvidos. Foi estabelecida nesta manhã uma negociação com a empresa Rotasul, que começou a transportar passageiros de Aracaju para a Barra dos Coqueiros, após os protestos de taxistas, moto-taxistas e funcionários da empresa de ônibus Via-Norte, habilitada ao transporte na Barra.

 

O principal problema apontado pelos transportadores era a entrada dos ônibus no perímetro urbano na cidade. “Nós só queremos regularizar a situação do transporte na Barra. A Rotasul não tem a autorização da prefeitura para rodar aqui”, comentou Gilvan dos Santos, representante da Via Norte.

 

“Vamos tentar não prejudicar nem a população e nem a empresa que já roda aqui há quatro anos. A autorização que a Rotasul apresentou para nós é do DER, e só vale para as rodovias estaduais”, comentou o secretário de Transporte da Barra dos Coqueiros Adailton Martins.

 

Encontro dos representantes das Empresas com o Secretário de Transporte da Barra dos Coqueiros
Após uma negociação com o representante da Rota Sul, José Bonfim, ficou acertado que os ônibus dessa empresa não entrariam mais no perímetro urbano da cidade da Barra dos Coqueiros, nem da Atalaia Nova, se limitando à rodovia estadual que liga a cidade a Pirambu.

 

Taxistas Barrados

 

Os protestantes estavam no trevo em frente ao Fórum Desembargador Antônio Xavier, onde paravam ônibus e táxis que tentavam pegar passageiros na Barra dos Coqueiros. “Nós não estamos pedindo pra eles pararem de transportar, só queremos o mesmo direito”, afirmou o taxista José Lima Santana.

 

A CPtran e a Rádio Patrulha estavam presentes no local do tumulto. “Nosso papel aqui é garantir a fluidez do tráfego. As concessões de transporte devem ser discutidas com o DER”, ponderou o capitão Vivaldy, da CPtran. 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais