Negociações avançam e Sem Teto deixam Caixa Econômica

0

Famílias entraram e fecharam as portas(Fotos: Aldaci de Souza/Portal Infonet)

Diferente do que aconteceu no prédio do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), representantes da Caixa Econômica Federal de Sergipe, agiram rápido e a ocupação na CEF da Av. Hermes Fontes durou pouco mais de 40 minutos. Ex-moradores do conjunto 17 de Março, no bairro Novo, saíram do INSS da Av. Carlos Firpo na manhã desta terça-feira, 16, direto para a agência da Caixa.

Liderados por integrantes do Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos (MOTU), os Sem Teto ocuparam a agência e não deixaram funcionários, nem servidores entrar, apenas a reportagem do Portal Infonet. Após alguns minutos, o assessor de Comunicação da Caixa Econômica Federal de Sergipe, Weider Moreira, informou aos manifestantes de que a superintendência estava disposta a negociar.

Clientes e funcionários foram impedidos de entrar

“Nós vamos entrar pacificamente e negociar com eles, informando que uma comissão da Superintendência está disposta a conversar com um grupo de quatro pessoas”, destaca Weider Moreira acrescentando que o superintendente Luciano Pimentel não estava.

O assessor recebeu dos representantes dos Sem Teto, um documento, dando conta de que “as famílias despejadas do 17 de Março, são participantes do Cadastro Único do Governo e precisam de moradia, pois estão morando em barracos”e prometeu protocolar o pedido, convencendo os manifestantes a desocuparem o prédio e aguardarem do lado de fora da agência.

De acordo com a coordenadora do Motu, Dalva Angélica Santos da Graça, as famílias ocuparam a agência da Caixa, para reivindicar um projeto voltado para a moradia.

Weider Moreira lê o documento e …

… negocia a formação de uma comissão

Momento em que o assessor leva os representantes até à Superintendência

Famílias aguardam do lado de fora

Documento entregue pelo Motu

 

“Aqui estão apenas as famílias do 17 de Março, que desocuparam hoje cedo o prédio do INSS. Elas vieram reivindicar ao superintendente da Caixa, um projeto de moradia popular, já que é o Governo Federal que libera os recursos”, enfatiza.

Após a reunião com os representantes da superintendência da Caixa, ficou agendado um encontro com o superintendente Luciano Pimentel, para a próxima quinta-feira, 18 a partir das 17h.

Por Aldaci de Souza

*A matéria foi atualizada às 12h12 para acréscimo de informações.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais