Novo superintendente regional da Polícia Federal toma posse

0

Solenidade contou com a presença de diversas autoridades do Estado
Tomou posse na manhã desta segunda-feira, 7, o novo superintendente regional da Polícia Federal (PF) em Sergipe, o delegado José Grivaldo de Andrade. A solenidade ocorreu no auditório do Tribunal de Justiça Federal e contou com a participação de diversas autoridades. Grivaldo substituirá Paulo Fernando Bezerra, que assumirá o cargo de assessor do diretor da Academia Nacional de Polícia em Brasília.

Ao transmitir a função, Fernando ressaltou em seu discurso os números considerados expressivos para a atuação da PF no Estado. “Conseguimos a segunda melhor posição nacional em número de inquéritos instaurados e relatados”, lembrou. Ao mencionar a sensação de dever cumprido, o ex-superintendente que possui 35 anos de carreira na polícia externou a gratidão a todos que contribuíram para os resultados alcançados.

O novo superintendente regional da PF em Sergipe, José Grivaldo
Ao ser empossado, José Grivaldo lembrou emocionado toda a sua trajetória de 30 anos de atuação no serviço policial. “Ser policial sempre foi meu ideal de vida”, declarou. Ele disse ainda que já havia passado em Sergipe há dois anos, por conta de uma operação, denominada ‘Repique’, e considerou a nova empreitada como um novo desafio, “assim como toda a atividade policial”, ressaltou.

De acordo com o novo superintendente, em sua gestão a palavra de ordem será superação. “Estamos aptos a fazer a nossa parte, superando os já expressivos índices locais. Intensificaremos os trabalhos de inteligência, aperfeiçoaremos os trabalhos de polícia judiciária e teremos nos direitos humanos o norteador dos nossos trabalhos”, disse.

Paulo Fernando disse que deixa o cargo com a sensação de dever cumprido

O final da cerimônia contou com o discurso do diretor-executivo da PF, Wilson Pontel de Souza, que classificou o ato desta manhã como “a consolidação do princípio de continuidade do serviço público” e deu as boas-vindas ao novo colega. Pontel aproveitou a oportunidade para apresentar dados sobre a atuação da Polícia Federal este ano, em consonância com o que Paulo Fernando havia antecipado, ao afirmar que em 2009 o número de operações já superou o ano de 2008.

Por Diógenes de Souza e Carla Sousa

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais