Obras de transposição podem ser suspensas para a realização de debates

0

Depois de três horas de reunião para discutir a transposição do Rio São Francisco e a greve de fome do bispo de Barra (BA) dom Luiz Cappio, representantes do governo federal e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) chegaram a uma proposta intermediária que será levada para o Palácio do Planalto e para o religioso. Um dos pontos prevê a paralisação das obras de transposição por dois meses.

 

Numa entrevista coletiva após o encontro, que terminou por volta da 0h de hoje, 19, os representantes do governo e da CNBB explicaram que há possibilidade de acordo em seis das oito condições listadas por dom Cappio em documento para o fim da greve de fome.

 

Entre os pontos de convergência, estão a implementação de 530 obras previstas pela Agência Nacional de Águas (ANA) para equilibrar o abastecimento hídrico no Nordeste e a elaboração de um plano de desenvolvimento sócio-ambiental sustentável para todo o semi-árido brasileiro.

 

Os dois pontos em que não houve acordo são a suspensão por tempo indeterminado das obras de transposição, com a retirada imediata das tropas do Exército, e a redução de 28 para 9 metros cúbicos por segundo do volume de água desviado para o oeste de Pernambuco e a Paraíba, áreas com maior carência de água. A Comissão Pastoral da Terra (CPT) irá levar a proposta aos movimentos sociais.

 

Fonte: Agência Brasil

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais