Ocorrências com pipas aumentam 82% em 2020

0
Número de clientes que tiveram o fornecimento de energia impactado teve uma elevação de 265%. (Foto: Energisa)

Escolas fechadas e crianças em casa, esse é um dos reflexos da pandemia e, possivelmente, a justificativa para a elevação de 82% no número de ocorrências envolvendo pipa na rede elétrica na área de concessão da Energisa Sergipe este ano. A brincadeira ganhou força e, enquanto de janeiro a setembro de 2019 o quantitativo era 88, em 2020 subiu para 160.

Empinar pipa é uma diversão comum entre a garotada. Apesar de ser um momento de recreação, essa brincadeira de criança pode expor quem a pratica ao risco de acidentes envolvendo a rede elétrica e ainda comprometer o fornecimento de energia, prejudicando assim a própria pessoa e os moradores da sua localidade.

Entre janeiro e setembro deste ano, 168 mil clientes foram impactados por ocorrências com pipas na rede, enquanto nesse mesmo período do ano passado o número era de 46 mil, o que representa uma evolução de 265%.

“Estamos sempre trabalhando para restabelecer o fornecimento de energia o mais rápido possível para minimizar o impacto dessas ocorrências, mas nossa preocupação maior é com a segurança das pessoas. Quando se aproxima da rede elétrica, a linha da pipa pode causar choque e ainda romper cabos, colocando vidas em risco”, alerta Allyson Figueredo, Coordenador do Centro de Operações da Energisa Sergipe.

Allyson explica ainda que na maioria das vezes a pipa fica enroscada nos cabos e equipamentos da rede elétrica. “Em hipótese alguma a pessoa deve tentar remover a pipa nesses casos, apenas os profissionais autorizados pela Energisa, munidos de todos os itens de segurança e treinamentos necessários, podem fazer a manutenção na rede elétrica”, completa.

Aracaju é a cidade que registra o maior número de ocorrências, com 52% do total. Nossa Senhora do Socorro é a segunda, com 24%. Na capital, os bairros com maior índice foram Bugio, Santos Dumont, Cidade Nova, Olaria e Santa Maria.

Com o objetivo de conscientizar a população, a Energisa preparou algumas orientações importantes:

– Jamais solte pipa próximo à rede elétrica;

– Não utilize materiais cortantes, como a linha chilena e o cerol;

– Nunca tente remover a pipa que tenha ficado enroscada na rede elétrica. Comunique imediatamente à Energisa;

– Não solte pipa próximo a ruas e avenidas. A linha pode ser perigosa para os condutores, causando, principalmente, acidentes com motos e bicicletas;

– Não empine pipa em dias de chuvas e relâmpagos;

– Alerte outras pessoas sobre o risco de soltar pipas sem os devidos cuidados. A conscientização é fundamental para reduzir transtornos e acidentes.

Ao verificar pipas presas à rede elétrica, entre em contato com a Energisa por meio dos canais de atendimento, pelo telefone 0800 079 0196, aplicativo Energisa On, site www.energisa.com.br ou pelo WhatsApp da Gisa, por meio do número (79) 98101-0715.

Fonte: Energisa

Comentários