Operação Narke: PF estima que grupo tenha movimentado R$ 200 mil

0
As buscas foram realizadas em dois endereços (Foto: PF)

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira, 18, na cidade de Aracaju, a operação “Narke”, com o objetivo de obter elementos de prova e desarticular uma organização criminosa responsável pela prática de crimes de contrabando, corrupção e falsificação de medicamentos e tráfico de drogas.

Foram realizadas buscas em dois endereços da capital, onde foram apreendidas pequenas quantidades de drogas e anabolizantes.  Uma pessoa foi conduzida a sede da Polícia Federal para prestar declarações, sendo liberada em seguida.

As investigações tiveram início no mês de outubro de 2018 e confirmaram que um dos investigados atuava na distribuição de anabolizantes no estado de Sergipe e outro era responsável pela distribuição de drogas sintéticas em festas de música eletrônica.

As investigações serão aprofundadas com a análise do material apreendido durante as buscas e estima-se que o grupo tenha movimentado valores superiores a R$ 200 mil somente no ano de 2018.

Os policiais federais cumpriram mandados de busca e apreensão expedidos pela 3ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Aracaju.

Os envolvidos responderão pelos crimes de contrabando e falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais, tráfico de drogas e organização criminosa previstos nos Artigos 334-A, § 1º, Ii, 273, § 1º-B, I, do Código Penal Brasileiro, C/C Artigo 33 Da Lei Nº 11.343/2006 E Artigo 2º Da Lei Nº 12.850/13.

Fonte: PF/SE

Comentários