Operação Venal: corretor presta depoimento

0
Computadores e documentos foram  apreendidos na ação (Foto: Portal Infonet)

O corretor de imóveis Luiz Humberto Rezende Machado Filho prestou depoimento na Delegacia de Crimes contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap) na manhã da última terça-feira, 9. Luiz Humberto foi preso por envolvimento na Operação Venal que apurou fraudes no pagamento do IPTU e ISS de Aracaju.

Em depoimento ao delegado Gabriel Nogueira da Deotap, Luiz Humberto citou nomes de empresários e empresas e detalhou como cada um deles se envolveu no esquema que manipulava os valores dos impostos. No documento, ele  acrescentou que somente a partir de 2016 que os débitos de IPTU e ISS passaram a ser baixados irregularmente com o auxílio de um funcionário que trabalhava na prefeitura e assumiu uma função de chefia administrativa na Procuradoria do Município.

O interrogado informou ainda que um outro corretor de imóveis construiu um banco de dados imobiliários de boa parte da cidade de Aracaju com as informações passadas pelo então funcionário que trabalhava na procuradoria.

Que após as baixas ilícitas,  o funcionário da Procuradoria providenciava a edição dos arquivos da Prefeitura, os quais seriam entregues aos Procuradores para subsidiar a elaboração dos pareceres; e com essas informações adulteradas o procurador era induzido ao erro e, por vezes, elaborava parecer concluindo pela extinção do crédito tributário por diversas formas.

Estima-se que mais de R$17 milhões deixaram de ser arrecadados pelos órgãos da Fazenda Municipal decorrentes da fraude.

O Portal Infonet não conseguiu manter contato com o advogado de Luiz Humberto, mas permanecemos à disposição pelo 2106-8000 ou pelo jornalismo@infonet.com.br.

Por Aisla Vasconcelos
Com informações do depoimento publicado no Nenotícias

Comentários