Orçamento vai transformar cidade em canteiro de obras

0

Orçamento tem valor 12% superior ao valos de 2010 (Foto: Alejandro Zambrana/PMA)
Para continuar fazendo a cidade avançar, a Prefeitura de Aracaju planeja iniciar em 2011 uma série de investimentos na cidade, em especial nas áreas de saúde e infraestrutura urbana. Para isso, o prefeito Edvaldo Nogueira apresentou à Câmara Municipal de Vereadores uma proposta de orçamento recorde, com valor 12% superior ao de 2010.

Do total de recursos no valor R$ 1,06 bilhão proposto no orçamento 2011, R$ 305 milhões são destinado à saúde e R$ 180 milhões deverão ser aplicados na realização de obras. Na educação, o investimento deverá ser de R$ 160 milhões.

“Pela primeira vez, o orçamento da cidade consegue ultrapassar a casa do R$ 1 bilhão. Conseguimos, em 10 anos, multiplicar em quase seis vezes o orçamento, isso sem aumentar um imposto sequer. Isso demonstra a ética e o zelo com que temos administrado o nosso município”, ressalta Edvaldo Nogueira.

Prefeito apresentou projeto à Câmara Municipal para votação (Foto: Arquivo Infonet)
Além dos recursos próprios, a Prefeitura de Aracaju vai contar, em 2011, com verbas do Governo Federal no valor de R$ 100 milhões, no âmbito da segunda versão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Vários projetos apresentados pelo município já foram aprovados e deverão resolver problemas históricos de diversas localidades.

Zona de Expansão

Para a Zona de Expansão, foram aprovados os projetos de construção de dois canais considerados fundamentais para reduzir os alagamentos da região. Com 3,2 km de extensão, o Canal Beira Mar vai beneficiar cerca de 20 mil moradores. Serão investidos cerca de R$ 25 milhões na drenagem de uma área total de 3,76 km². Já o Canal Costa do Sol terá 1,5 km de extensão. A área drenada será de 1,36 km², contemplando aproximadamente 20 mil habitantes. O projeto está orçado em R$ 7 milhões.

No Loteamento Aruana, localizado ao lado do Tecarmo, entre a avenida Melício Machado e os novos quiosques construídos pela Prefeitura de Aracaju, serão realizadas obras de drenagem e pavimentação, também com recursos do PAC 2. O investimento será de R$ 11,3 milhões e cerca de 2.000 pessoas serão beneficiadas. O projeto prevê a drenagem de 1,73 km² e a pavimentação de mais de 11 km de vias.

Santa Maria

O prefeito Edvaldo Nogueira também conseguiu a aprovação do projeto de construção de um novo conjunto habitacional no bairro Santa Maria, onde serão erguidas 520 habitações com toda a infraestrutura. O investimento será de R$ 26,2 milhões e mais de 3 mil pessoas de baixa renda serão contempladas.
Ainda no bairro Santa Maria, a Prefeitura de Aracaju deve realizar, com recursos do PAC 2, obras de infraestrutura com drenagem, esgotamento sanitário e pavimentação no loteamento Marivan. A população beneficiada chega a quase 5 mil pessoas e o investimento ultrapassa R$ 18 milhões.

Outras localidades

Na comunidade do Pantanal, no Inácio Barbosa, o município vai investir R$ 2,5 milhões provenientes do PAC 2 em obras de drenagem, esgotamento, abastecimento de água e pavimentação. Também foi aprovado no PAC 2 um projeto voltado à melhoria da infraestrutura do Loteamento Nova Liberdade, que vai beneficiar cerca de 10 mil moradores. O investimento será de R$ 17,5 milhões.

Praças e unidades de saúde

Duas grandes praças do PAC 2 deverão ser construídas em Aracaju, nos moldes da Praça da Juventude, inaugurada este ano no Conjunto Augusto Franco. Os bairros Olaria e 17 de Março vão ganhar espaço de lazer com cinema, telecentro, biblioteca, salas multiuso, pista de skate, jogos de mesa, Espaço Criança, quadra coberta, equipamentos de ginástica, pista de caminhada e kit básico esportivo.

Ainda com recursos do PAC, serão construídas ou reformadas 12 Unidades de Saúde de Família (USF) da cidade. As localidades contempladas são: Mosqueiro, Santa Maria, Luzia, Porto D”Anta, Suissa, Atalaia, 17 de Março, Bugio, Santa Lúcia, Santos Dumont, Santa Maria e Jabotiana.

BID

A prefeitura também conseguiu a liberação junto à Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, já aprovada em no plenário, de uma operação de crédito externo no valor de US$ 30,25 milhões – o equivalente a quase R$ 50 milhões – entre o município e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Os recursos serão destinados ao Programa Integrado de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Social de Aracaju, no âmbito do Programa Procidades, com obras de infraestrutura e mobilidade urbana.

Fonte: PMA

Comentários