Papiloscopistas realizam comemoração com pedido de aumento do efetivo

0
Abertura do I Ciclo de Palestras como o tema: A Papiloscopia como ferramenta no Inquérito Policial. (Foto: Infonet)

A Academia de Polícia Civil de Sergipe, marcou na manhã desta terça-feira, 5, as homenagens ao Dia do Papiloscopista, com o I Ciclo de Palestras que tem como tema: A Papiloscopia como ferramenta no Inquérito Policial.

Além do clima de comemoração, houve debates sobre a importância dos laudos dos peritos papiloscopistas que são substâncias para as investigações policiais e contribuem para identificar criminosos e salvar inocentes.

O presidente da Associação Sergipana dos Papiloscopistas de Carreira (ASPAC), Washington Barreto, elogia os avanços da categoria e alerta que os profissionais tem um amplo campo de atuação, porém com um número reduzido de que precisa.

“É uma ciência da identificação humana, porém em Sergipe, o número de integrantes da nossa carreira é aquém do esperado, necessitamos de mais profissionais, pois nossa área é bem ampla, mas acreditamos que mostrando os avanços que conseguimos, através dos nossos serviços vamos ter conquistas em relação ao aumento do efetivo”, argumenta Washington.

Colaboração

Para o Diretor do Departamento de Narcóticos (Denarc), Osvaldo Resende, o perito papiloscopista veio somar esforços junto aos profissionais da segurança pública. “Percebemos que a investigação, sem o papiloscopista, se tornava limitada. Percebemos que com a chegada dos peritos conseguimos ir além para chegar à verdade. Assim, ampliou o âmbito de investigação da Policia Civil Sergipana”, explica.

SSP

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), foi feito o primeiro concurso para a Coordenadoria Geral de Perícias em 2014. Profissionais que nunca foram contratos por concurso público em Sergipe foram chamados, entre eles os Papiloscopistas. Todos foram chamados durante a validade do concurso, que aconteceu no último dia 20 de Janeiro. Foram 41 chamados no total.

por Adson Santana

Comentários