Pesar e comoção no enterro de Joaldo Barbosa

0

Milhares de pessoas, que abarrotaram as ruas de Boquim na tarde de ontem, deram diversas demonstrações de pesar pela morte do deputado estadual Joaldo Barbosa. O enterro, que deveria ocorrer às 17 horas, só foi aconteceu às 19h40min. Um dos momentos mais dramáticos da despedida ao deputado foi quando a viúva, Edla Amaral, recomendou que o filho mais velho, Júnior, fosse “forte como pai”. Ao chegar a Boquim, o corpo de Joaldo Barbosa ficou no Ginásio Esportivo do Sesi, onde a multidão pôde dar o último adeus. O clamor para que esse crime seja solucionado chegou à Brasília. Ontem, o secretário nacional de Segurança Pública, Luiz Eduardo Soares, veio a Sergipe. Ele teve reuniu-se com o governador João Alves Filho e com o Prefeito Marcelo Déda. Ele assegurou que, se depender do Governo Federal, o crime não ficará impune. “Existem indícios fortes, mas não é conveniente que se divulgue, o que poderia atrapalhar a investigação. Pode ter certeza que vamos ter nesse caso a reversão de uma tradição: a impunidade”, disse o secretário. RETRATO FALADO– Ainda hoje, a Secretaria de Segurança Pública divulgará o retrato falado do suspeito com seis tiros o deputado Joaldo Barbosa (PL). Os depoimentos da empregada Maria Francisca dos Santos e de um vizinho do deputado, Antônio Torre, ajudaram no desenho do retrato falado. As ligações efetuadas e recebidas pelo parlamentar nos últimos dias, também serão rastreadas. A polícia não descarta a possibilidade desse ter sido um crime político ou motivado por vingança.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais