Petroleiros fazem ato e paralisam atividades na Fafen

0

Trabalhadores querem a intervenção da Petrobras (Foto: Ascom Sindipetro SE/AL)

Petroleiros realizaram um ato em frente a Fábrica de Fertilizantes do Nordeste (Fafen) e paralisaram as atividades nesta segunda-feira, 1º de julho.

A categoria reivindica que a Petrobras pressione as empresas a resolver o impasse e a situação dos trabalhadores. Em fevereiro deste ano, os trabalhadores realizaram uma paralisação também na porta da Fafen.

De acordo com o diretor do Sindipetro, Deyvid Barros, essa é uma serie de atos que vem ocorrendo em todo o país. “Essa paralisação faz parte de um conjunto de paralisação por conta do descaso da Petrobras e das empresas terceirizadas para com os trabalhadores. Existem trabalhadores que saíram a mais de um mês da empresa e ainda não receberam as verbas rescisórias, outros estão com salários e ticket atrasados", diz.

Dia 11

Uma nova paralisação está marcada para acontecer dia 11 de julho. Durante o ato, vários trabalhadores vão se reunir contra os leilões da Petrobras que segundo o sindicato, é uma forma de privatização.

Petrobras

A Petrobras através da sua assessoria informa que "A Petrobras não se manifesta sobre questões trabalhistas envolvendo empresas contratadas".

*A matéria foi alterada às 17h20 para acréscimo da nota da Petrobras

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais