PF prende dois homens em operação contra a venda de anabolizantes

0
A primeira fase aconteceu em outubro (Foto: PF/SE)

A Polícia Federal em Sergipe (PF/SE) deu prosseguimento a segunda fase da Operação Reação Adversa deflagrada em outubro. Nesta quinta-feira, 7, dois homens foram presos através de mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça de Sergipe.

A operação foi iniciada após a descoberta de uma quadrilha responsável pela importação, produção, distribuição e o comércio de anabolizantes nos estados de Sergipe, Bahia e Minas Gerais.

De acordo com a polícia federal, nesta quinta-feira, a PF cumpria apenas mandados de Busca e Apreensão, expedidos pela 1ª. Vara Federal desta capital, objetivando a coleta de provas e buscando fazer cessar as atividades criminosas da organização. No entanto, os dois suspeitos permaneceram em suas atividades ilícitas, sendo necessária a representação pela prisão dos mesmos. A Justiça atendeu ao pedido e expediu os Mandados de Prisão Preventiva.

Um deles, um homem de 29 anos residente em Aracaju,  apresentou-se na Superintendência da PF, parecendo desconhecer a situação, ocasião em que recebeu voz de prisão dos policiais. O segundo suspeito preso foi um rapaz de 22 anos. A prisão ocorreu em Uberlândia (MG).

Ambos foram encaminhados ao sistema prisional e colocados à disposição da Justiça.

Relembre

A Polícia Federal deflagrou a operação “Reação Adversa”, com o intuito de cumprir oito mandados de busca e apreensão e cinco de prisão preventiva contra um grupo que lucrou cerca de R$ 1 milhão em Sergipe, Bahia e Minas Gerais.

Em Sergipe, dois policiais militares estão no rol das cinco pessoas presas acusadas de integrar uma organização criminosa.

Com informações da PF/SE

 

 

 

Em desdobramento da Operação Reação Adversa, deflagrada em 25.10.2019, dois homens foram presos hoje pela Polícia Federal.
Na deflagração da operação, a PF cumpria apenas Mandados de Busca e Apreensão, expedidos pela 1ª. Vara Federal desta capital, objetivando a coleta de provas e buscando fazer cessar as atividades criminosas da organização.
No entanto, os delinquentes permaneceram em suas atividades ilícitas, sendo necessária a representação pela prisão dos mesmos. A Justiça atendeu ao pedido e expediu os Mandados de Prisão Preventiva.
Hoje, um dos implicados, um homem de 29 anos residente em Aracaju apresentou-se nesta Superintendência da PF, parecendo desconhecer sua real situação, ocasião em que recebeu voz de prisão. Em Uberlândia (MG), um rapaz de 22 anos também foi preso.
Ambos foram encaminhados ao sistema prisional e colocados à disposição da Justiça.

CS/PF/Sergipe

Comentários