Piloto freia e evita colisão entre aeronaves em Aracaju

0
Fato ocorreu no Aeroporto de Aracaju (Foto Ilustrativa/ Emsetur)

A manobra de um piloto da companhia aérea Azul evitou que um acidente grave ocorresse em Aracaju. O voo 4101 que fazia a rota Aracaju/ Maceió estava prestes a decolar do Aeroporto Santa Maria na última quarta-feira, 14, quando o piloto percebeu que teria que tomar uma atitude para evitar uma colisão frontal com outra aeronave [que não foi identificada pelo piloto]. 

A segunda aeronave estava em torno de 120 metros do voo 4101. De forma rápida,  o piloto da Companhia Azul freou bruscamente evitando o impacto. Por sorte, ninguém se feriu.

Um dos passageiros que estava dentro da aeronave gravou o momento em que o piloto informa que teve que abortar o voo para evitar o choque. Segundo o piloto, a segunda aeronave só pôde ser detectada pelo equipamento de colisão do avião. Caso a decolagem não fosse abortada, a colisão ocorreria em 20 segundos.

A assessoria de comunicação da Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) encaminhou uma nota ao Portal informando que já investiga o caso e os possíveis culpados serão punidos. Segue a nota: "A ANAC está ciente do ocorrido e informa que trata-se de uma questão de tráfego aéreo, na qual o órgão responsável pelo controle e autorização de voo é o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), da Aeronáutica. O órgão procederá com as investigações e possíveis punições aos envolvidos". 

A Companhia Azul confirmou o fato e ressaltou que a manobra foi de caráter preventivo. Confira a nota na íntegra: “A Azul Linhas Aéreas Brasileiras informa que a aeronave que faria o voo 4101, que faz a rota entre Aracaju e Maceió, teve sua decolagem abortada por sua tripulação após receber indicação de potencial conflito de tràfego devido à indicação da presença de outra aeronave em sua trajetória. Após o ocorrido, a aeronave retornou ao terminal, onde foi posteriormente inspecionada pelos técnicos de manutenção e liberada para o voo com atraso de uma hora. A companhia lamenta eventuais transtornos aos seus Clientes e ressalta que tal ação foi uma manobra de caráter preventivo, executada sem colocar em risco a segurança dos ocupantes e sem causar danos à aeronave.”

*A matéria foi alterada ás 10h53 para acréscimo de nota da ANAC. 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/all.js#xfbml=1”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, “script”, “facebook-jssdk”));

Por Aisla Vasconcelos

Comentários