Plenária cobra empregos e solução para morte de Barriga

0
Plenária cobra empregos e solução para morte de Barriga (Fotos: Portal Infonet)

Willames Santos pede celeridade nas investigações

Isaac Giuseppe diz que OAB acompanha o caso com apreensão

Vera Lúcia pede fim da criminalização dos movimentos sociais

Promovida pelo SOS Emprego e CSP Conlutas, a plenária que visa defender do direito à vida e o emprego, além de cobrar celeridade nas investigações do assassinato de Clodoaldo Santos, o ‘Barriga’, aconteceu na manhã desta quarta-feira, 24, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

O evento contou com a presença de membros de movimentos sindicais, políticos, representante da OAB e palestrantes vindos de outros estados. “O que a gente pede é que os assassinos sejam presos, que a gente consiga abrir os olhos da sociedade sobre a problemática do emprego e que a luta continue. O SOS emprego tem um objetivo, que é conseguir a qualidade de vida”, comenta Willames Santos, irmão da vítima.

O representante da comissão de Direitos Humanos da OAB, Isaac Giuseppe, afirmou que a entidade acompanha com apreensão o caso. “Estamos com esperança de que o poder público cumpra o seu papel, que é procurar os reais culpados, os executores. As autoridades devem também desvendar se há o motivo político e econômico diante da sua participação no movimento social”, cobra.

A presidente do diretório estadual do PSTU, Vera Lúcia, fala sobre o problema do desemprego em Sergipe. “O SOS luta pelo direito ao trabalho, à sobrevivência. Vamos pressionar o Governo, porque em última instância, é responsável. Precisa ter políticas públicas para garantir o emprego aqui. Isso não começa na termelétrica, mas em outras empresas que se instalam aqui, com isenção fiscal, que têm mão de obra farta e não contrata pessoas daqui. Precisamos pôr fim, também, à criminalização dos movimentos sociais. Infelizmente barriga foi assassinado, assim como outros atividas, que lutaram por melhores condições de vida, como irmã Dorothy, Chico Mendes e outros”, completa.

Na oportunidade, é lançada a campanha ‘Quem Matou Barriga?’. Será traçado um plano para que sindicatos de todo o país publiquem em seu site a situação, de forma que force o poder público a tomar providências para solucionar o caso.

Por Victor Siqueira

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais