Polícia apreende drogas e prende suspeito na Barra dos Coqueiros

0
Além de entorpecentes e dinheiro, também foram apreendidos pássaros silvestres mantidos em cativeiro (Foto: Polícia Civil)

Policiais civis da 11ª Delegacia Metropolitana (11ª DM) deram cumprimento ao mandado de prisão preventiva de Alberício Oliveira Santos, conhecido como “Beto”. Ele é suspeito de tráfico de drogas. No local onde os agentes localizaram o entorpecente, também foram encontrados nove pássaros silvestres mantidos em cativeiro. O caso ocorreu no município de Barra dos Coqueiros.

De acordo com o delegado Werner Azevedo, na segunda-feira, 3 de agosto, os policiais receberam um disque-denúncia informando que havia um homem comercializando drogas em uma localidade conhecida como “Invasão do Motu”, na Barra dos Coqueiros. Os agentes seguiram até a localidade comunicada na denúncia.

Ao chegar ao local, o suspeito conseguiu fugir, mas os policiais apreenderam 900 gramas de maconha e R$ 1,4 mil; além dos passáros silvestres mantidos em cativeiro. Um documento deixado por Alberício possibilitou a identificação dele e a representação pela prisão preventiva junto à Justiça.

Na sexta-feira, 7, um novo disque-denúncia foi recebido com informações sobre a possível localização do suspeito. Os policiais fizeram diligência e, momentos após a sentença judicial ser expedida, Alberício foi localizado e preso. Ele encontra-se à disposição da Justiça para adoção das demais medidas legais cabíveis ao caso.

Outra apreensão de drogas

Na quarta-feira, 5, policiais civis da 11ª DM também receberam outro disque-denúncia informando sobre a comercialização de drogas na Barra dos Coqueiros. Os agentes apreenderam 4,5 kg de maconha e vários pinos de cocaína. As buscas seguem para localizar envolvidos na venda dos entorpecentes.

A Polícia Civil reitera que a população também pode contribuir para a localização de suspeitos de ações criminosas e elucidação de crimes. Informações e denúncias podem ser repassadas por meio do Disque-Denúncia (181). O sigilo é garantido.

Fonte: Polícia Civil

Comentários